Golf nacional chega em fevereiro com preços entre R$ 74.590 e R$ 117.690

 Já são conhecidos os preços do Golf nacionalizado, que chega às concessionárias Volkswagen no começo de fevereiro com nova opção de motor e preços sugeridos entre R$ 74.590 e R$ 117.690.Com o início da fabricação do hatch médio na planta de São José dos Pinhais, no Paraná, ele deixa de ser importado. Lançada no Brasil em 2013, a sétima geração do Golf foi inicialmente trazida da Alemanha e depois passou a vir do México.O valor mais em conta é referente à configuração Comfortline 1.6 manual, que agora traz sob o capô o mesmo motor flex 16v aspiradode 1,6 litro e 120 cv que equipa as versões mais caras da Saveiro e da família Fox – ele está disponível pela primeira vez na linha Golf.Agora exclusivo da versão Highline, motor 1.4 virou flex e ganhou 10 cvCom esse preço, o hatch traz câmbio manual de seis marchas e sobe para R$ 79.990 com transmissão automática convencional, dotada de conversor de torque e também equipada com seis velocidades – é a mesma caixa usada em modelos como Tiguan e Jetta 2.0 aspirado. Antes, a versão Comfortline automática saía por R$ 83.790.O preço cobrado pela configuração de entrada é R$ 2,2 mil mais em conta quando traz transmissão manual e R$ 3,8 mil mais barato com caixa automática. Mas é importante notar que a versão básica do Golf importado era mais sofisticada, trazendo motor 1.4 turbo com injeção direta de gasolina e 140 cv de potência, opção de câmbio automatizado DSG de dupla embreagem e sete marchas mais rápido que um automático convencional e suspensão traseira independente multilink, que dá mais estabilidade em altas velocidades – o Golf 1.6 paranaense tem eixo de torção atrás.Essas simplificações no câmbio e na suspensão foram mantidas com a motorização 1.4 turbo, que agora só está disponível na versão topo de linha Highline por R$ 91.290 manual e 96.690 automático, preços respectivamente 5,5 mil e 4,4 mil acima dos valores praticados anteriormente – novamente, vale ressaltar que o Golf importado era mais sofisticado. Para compensar, o propulsor de 1,4 litro turbinado agora é flex e ganhou 10 cv de potência.A única versão que manteve intactos os requintes técnicos na suspensão e na transmissão é a esportiva GTI, agora também montada em Pinhais, que permanece com multilink na traseira e câmbio automatizado DSG de seis marchas e dupla embreagem. O motor 2.0 turbo segue sem alterações, entregando 220 cv. O Golf GTI também ficou mais caro, saltando de R$ 114.990 para R$ 117.690 uma alta de R$ 2,7 mil.
Fonte: Auto Estrada