Google avança em processo para legalizar automóveis autônomos

 Agência de segurança dos EUA viária afirmou que o veículo autônomo pode ser considerado o próprio motorista aos olhos da leiPor Alessandro ReisA NHTSA, agência federal de segurança viária do governo norte-americano, afirmou em comunicado enviado ao Google que o veículo de condução autônoma desenvolvido pela empresa de tecnologia pode ser considerado o próprio motorista, segundo as leis nacionais de trânsito.O comunicado foi uma resposta ao projeto de carro que dirige sozinho enviado pelo Google para análise da NHTSA, no qual a empresa afirma que o protótipo é capaz de rodar “sem o auxílio de um motorista humano”. “Concordamos com o Google que seu carro autônomo não terá um motorista, contrariando o senso tradicional de que automóveis necessitam de um condutor, vigente há mais de um século”, avaliou a agência.Um dos principais entraves para a tecnologia é a legislação antigaCom isso, o Google dá mais um passo no lento caminho rumo a “enquadrar” os veículos autônomos na legislação dos Estados Unidos – e, consequentemente, criar um precedente para que outros países sigam o mesmo caminho.Existe ainda uma série de regras, elaboradas previamente à nova tecnologia, que terão de ser adaptadas de forma a permitir que esse carros rodem em vias públicas dos EUA. Um exemplo é a exigência de que o sistema de freio seja acionado por meio de um controle de pé, instalado na cabine do veículo – o conhecido pedal.A NHTSA questiona como o Google fará para adaptar o sistema autônomo de forma que permita também a intervenção de um condutor humano. Em resposta, a empresa afirma que controles humanos podem representar um risco ao tentar interferir nos julgamentos e decisões feitos pelo próprio veículo.Ainda não há uma data para que carros de condução autônoma sejam autorizados a rodar juntamente com automóveis convencionais. Além desse sistema ainda estar em desenvolvimento, existe o entrave das leis antigas. A agência governamental, inclusive, promete apresentar em até seis meses as linhas gerais de uma nova legislação de trânsito, levando em conta as peculiaridades dos veículos capazes de rodar sozinhos.
Fonte: Auto Estrada