Governo deve zerar IPI de elétricos e híbridos

 Comissão de Meio Ambiente aprovou isenção do imposto por até dez anos
REDAÇÃO AB
A Comissão de Meio Ambiente CMA do Senado aprovou, por até dez anos, a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados IPI para veículos elétricos e híbridos a etanol fabricados no Brasil. O projeto de lei do senador Eduardo Braga, do PMDB, será agora avaliado pela Comissão de Assuntos Econômicos CAE. A aprovação pode dar início à produção nacional do Toyota Prius, um carro híbrido. Há um ano, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC informou que a montadora investiria R$ 60 milhões em uma linha para montar parcialmente o modelo em 2016.Estima-se que a isenção de IPI baixaria o preço sugerido do Prius, hoje em R$ 116.660, para menos de R$ 95 mil. O projeto de lei também prevê suspensão da cobrança do imposto sobre equipamentos para recarga das baterias. Partes e acessórios importados, sem similar nacional, também devem obter a vantagem fiscal. O benefício cai em caso de desenvolvimento de peça similar no mercado nacional. A isenção de IPI abrangeria não só carros de passeio, mas veículos para transporte de carga e outros de uso especial.
Fonte: Automotive Business