Honda contratará 1.000 operários nos EUA

                                             Fábrica da marca criará segundo turno para retomar produção normal até o fim do ano

Márcio Murta – fotos: divulgação

Fábrica da Honda em Indiana, Estados Unidos, contratará 1.000 funcionários até o fim do ano
Galeria de Fotos
7205A Honda pretende contratar 1.000 funcionários e criar um segundo turno de trabalho em sua fábrica localizada em Greensburg, Estados Unidos, revelou o informativo Automotive News. Segundo a notícia, os novos trabalhadores serão admitidos no fim do ano e restabelecerão o ritmo de produção do Civic, que atualmente está reduzido em menos da metade da capacidade da planta.

Como em outros locais do mundo, inclusive no Brasil, os Honda Civic e Fit estão com produção limitada em função do tsunami e terremoto que atingiram o Japão em 11 de março. Os desastres naturais danificaram uma fornecedora de componentes eletrônicos da marca. A previsão é de que as peças voltem a ser produzidas em escala normal a partir do fim do ano.

Segundo o porta-voz da fábrica de Greensburg da marca japonesa, de acordo com a notícia, a fábrica pode produzir 200.000 unidades do Civic por ano, caso conte com 2.000 operários atuando em dois turnos.

No Brasil

Conforme revelamos anteriormente, a Honda optou por demitir 400 funcionários e deixar outros 800 ociosos na fábrica de Sumaré (SP) em função da redução em 50% da produção do Honda Civic e do Fit. A marca alega que a diminuição da produção de 600 automóveis/dia para apenas 300 unidades diariamente ocorre em função do desabastecimento de peças vindas do Japão. Nenhuma posição foi divulgada sobre a contratação de novos funcionários.

A Carro Online já entrou em contato com a Honda em duas ocasiões distintas para saber quais são os componentes importados do Japão que estão em falta, bem como sua função nos automóveis e preço. Os porta-vozes da marca japonesa, todavia, afirmam que estão levantando as informações e ainda não se pronunciaram.
Fonte: Carro Online