Honda investe em veículos não poluentes

Honda desenvolvedo sedã 2.0 i-VTEC hibrido
Em parceria com governo japonês, marca desenvolve automóveis híbridos e elétricos

Márcio Murta – foto: divulgação

A Honda anunciou o início de uma operação conjunta com o governo de Kumamoto (Japão) para desenvolver e testar uma nova geração de automóveis elétricos, híbridos (que mesclam motor a combustão com propulsor elétrico) e plug-in (modelos híbridos ou elétricos que podem ser recarregados na tomada). O projeto também envolve o desenvolvimento de estações de recargas cuja eletricidade é gerada pela energia solar, convertida por meio de placas fotovoltaicas. Entre os meios de locomoção avaliados pelo projeto destacam-se as scooters e os veículos compactos para uso urbano.

De acordo com a Honda, o investimento em parceria com o governo tem como principal objetivo melhorar a qualidade de vida dos habitantes das cidades, bem como aumentar a eficiência na produção de energia renovável. Entre os destaques do projeto estão o investimento em uma rede de locação de veículos elétricos e motocicletas voltada tanto para turistas como para habitantes locais.

Como parte do investimento, a Honda afirma que desenvolverá um sedã híbrido com um novo motor 2.0 i-VTEC. Este veículo poderá ser utilizado no modo somente com motor a gasolina, híbrido ou totalmente elétrico. Nesta última opção de condução, o modelo poderá percorrer entre 15 km a 25 km sem emitir poluentes. A marca também promete um Fit elétrico. Nenhuma informação foi divulgada, todavia, sobre a data de lançamento dos modelos.

De acordo com a fabricante japonesa, o Fit elétrico é capaz de produzir 123 cavalos de potência, valor suficiente para levá-lo à velocidade máxima de 144 km/h e lhe permitir autonomia superior a 160 km. Quando conectado a uma tomada de 100V, a recarga completa é realizada em menos de 12 horas, tempo que é diminuído para 6h quando ligado em uma tomada de 200V. Uma recarga rápida de 30 minutos restaura até 80% da bateria.

O sedã híbrido em desenvolvimento, por sua vez, será capaz de produzir 161 cv. Quando ligado a uma tomada de 100V, ele poderá ser recarregado em 4h, tempo que é diminuído para 1,5h quando a corrente for de 200V
Fonte: Carro Online