Inadimplência com cheques é a menor em seis anos, diz Serasa

                                             Menor nível é referente ao acumulado dos meses de janeiro a outubro.
Consumidor tem preferido pagar suas contas por meio de cartão.

Do G1, em São Paulo

Cheques sem fundos no país recuam 3,5% em outubro, diz Equifax Procon-SP aponta leve alta dos juros do cheque especial em novembro Uso de cheques despenca em uma década, mas continua representativo A inadimplência com cheques manteve-se em queda no mês de outubro, de acordo com pesquisa da Serasa Experian, divulgada nesta quinta-feira (18). No acumulado do período de janeiro a outubro deste ano, 1,78% dos cheques emitidos no país foi devolvido.

Segundo o levantamento, esse é o menor percentual, considerando os dez primeiros meses do ano, desde 2004. Naquele ano, 1,58% dos cheques não tinha fundos.

Os economistas da Serasa atribuem o resultado ao fato de o consumidor preferir pagar seus gastos com cartões, de crédito ou débito. “O cartão de crédito ganha espaço por suas facilidades e aceitação generalizada, por oferecer a possibilidade de amortização mínima. Essa reestruturação no uso do cheque não corresponde a nenhuma conjuntura econômica e sim a uma adaptação dos hábitos do consumidor, ante o endividamento crescente.”, disse a Serasa, por meio de nota.

Estado com mais cheques sem fundos
No período considerado no estudo, o Amapá foi o estado com o maior percentual de cheques devolvidos (10,93%). Na contramão, São Paulo aparece como o estado com o menor percentual (1,34%).

Perspectiva
Segundo avaliação da Serasa, a inadimplência com cheques deverá continuar em queda no final deste ano e sofra alguma pressão no 1º trimestre de 2011 devido às compras de Natal.

Fonte: G1 Globo Online