Industria automobilística quadruplica remessa de lucros

Depois de um período de vacas magras, as remessas de lucros e dividendos da indústria automobilística quadruplicaram nos últimos dois anos. As montadoras enviaram US$ 2,091 bilhões para suas matrizes nos 12 meses encerrados em setembro, segundo o Banco Central. Com isso, o setor tomou a liderança entre os que mais mandam rendas ao exterior, ultrapassando os bancos. Outras atividades da economia também multiplicaram o envio de lucros e dividendos, como siderurgia, produtos químicos e eletricidade e gás. “O setor automobilístico investiu muito no passado”, afirma Olivier Gerard, sócio-diretor da Trevisan Consultores. “Agora, está colhendo os frutos.” Os fabricantes de veículos, sozinhos, respondem por 14% das remessas de lucros e dividendos, mostra levantamento do BC com operações a partir de US$ 1 milhão. As remessas são bastante concentradas. Um grupo de sete setores, incluindo veículos, responde por dois terços delas. Outras atividades que se destacam são intermediação financeira (11% das remessas totais), eletricidade e gás (10%), alimentos e bebidas (9%), químicos (8%), siderurgia (8%) e comércio (6%) (Valor, 8 de novembro).

Fonte: Automotive Business (08/11/2007)