Indústria de autopeças deve encerrar o ano com déficit


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

O setor brasileiro de autopeças deverá chegar ao fim do ano com déficit comercial de US$ 3,92 bihões, segundo estimativa do Sindipeças (Sindicato Nacional das Indústrias de Peças e Componentes Automotores). A projeção é que serão US$ 13,5 bilhões em importações e US$ 9,6 bilhões em exportações.

Os dados preocupam as empresas do segmento, que até 2006 vinham registrando saldo comercial positivo. Nesse ano, as fabricantes computaram US$ 1,98 bilhão de superávit. Desde então as aquisições do Exterior vêm superando as vendas desses produtos a outros países.

Para o Conselheiro do Sindipeças, Américo Nesti, o fator cambial (o dólar desvalorizado frente ao real), combinado com outras questões – por exemplo, o elevado custo da matéria-prima no País -, tem dificuldado a competitividade das autopeças brasileiras no mercado internacional.

Fonte: Diário do Grande ABC