Inflação em São Paulo atinge menor taxa desde novembro de 2007


Do Diário OnLine

A inflação em São Paulo medida pelo IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) obteve o sexto recuo consecutivo e encerrou em 0,09% na segunda prévia do mês de outubro. Trata-se da taxa mais baixa desde a segunda leitura de novembro de 2007, quando o IPC-Fipe fechou em 0,05%.

O resultado reflete, principalmente, o recuo de preços dos Alimentos, que caíram em média 0,93% – a quarta deflação consecutiva. Na apuração anterior, o IPC da alimentação tinha sido de -0,88%, depois de fechar setembro em -0,63%.

Dos sete grupos pesquisados, quatro mantiveram-se em alta, ainda que com taxas decrescentes: Despesas Pessoais (de 0,34% para 0,22%); Saúde (de 0,67% para 0,65%); Vestuário (de 0,66% para 0,41%) e Educação (de 0,08% para 0,06%). Os dois grupos restantes apresentaram elevações com velocidade acima da medição anterior: Habitação (de 0,38% para 0,39%) e Transportes (de 0,42% para 0,52%).

Fonte: Diário do Grande ABC