SUVs aumentam morte de pedestres nos EUA

Os SUVs estão nos matando. Ou melhor, estão matando os pedestres. É o que diz uma investigação feita pelos jornais Detroit Free Press e USA Today, nos Estados Unidos. Dados mostram que o aumento exponencial de vendas de SUVs de 2009 até agora está diretamente ligado ao aumento de mortes de pedestres. O crescimento das fatalidades foi de 49% no mesmo período.

Segundo a notícia, os reguladores de segurança do governo têm conhecimento há anos dos riscos dos SUVs. O motivo é que, por terem uma dianteira mais alta, duplicam o risco de morte de pedestres atingidos.

A base para a pesquisa foram os dados do Insurance Institute for Highway Safety (IIHS). Ele é um órgão federal ligado à segurança viária. Entre 2009 e 2016, houve um aumento de 81% nas mortes de pedestres com acidente envolvendo SUVs.

Esmiuçados, os mesmos dados mostram um aumento de 69% de casos em que SUVs atingiram e mataram pedestres. Nesse estudo não é levado em conta o número de pessoas mortas, já que cada acidente pode envolver mais de um pedestre.

Outro órgão que trata de segurança viária nos Estados Unidos, o National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) também levantou dados. Um relatório afirma que “os SUVs são mais mortais aos pedestres”.

O levantamento das informações mostra que o governo federal tentou algo. Havia uma proposta para levar em conta pedestres em classificações de segurança. A tentativa foi barrada por oposição de algumas fabricantes.

Foram apurados dados sobre ferimentos de 12 estudos independentes pelo NHTSA. O compilado chegou a conclusão que pedestres estavam duas a três vezes mais suscetíveis a fatalidades quando atingidos por um SUV ou picape do que um por outros veículos de passeio.

Infelizmente os dados não melhoram. O relatório continua e informa que “SUVs e picapes estão envolvidos em 1/3 dos ferimentos de pedestres, mas com 40% de mortes”. O estudo afirma que esses ferimentos podem ser mais sérios quando envolvem esses tipos de veículos.

Tamanho é documento

O principal motivo para os acidentes mais mortais envolvendo os SUVs e picapes é o tamanho dos veículos. Uma pesquisa da Universidade Rowan, em Nova Jersey, nos EUA, levantou esse dado: “SUVs e picapes são mais pesados, duros [no sentido de uma área frontal maior] e geometricamente contundentes que veículos de passeio (sedãs ou hatches, por exemplo).

Como a dianteira desses veículos é maior que a de sedãs ou hatches, a área atingida do corpo é maior. O SUV, ao colidir com uma pessoa, acerta acima da linha da cintura e tende a colocar a área do tórax para ser atingida. Já os veículos como sedãs ou hatches, com a dianteira mais baixa, atingem na altura das pernas no início do impacto dos veículos contra o corpo.

Potência x velocidade também influencia

Além das informações acima, a publicação não ignora outros fatos. Foi levado em conta o aumento da potência dos veículos e o consequente aumento das velocidades, de acordo com o IIHS. “O crescimento da popularidade de veículos mais potentes pode contribuir com o aumento de velocidade, o que pode levar a mais acidentes e ferimentos sérios”.

A publicação divulga ainda a probabilidade de morte conforme a velocidade aumenta. A 32 km/h, a probabilidade é de 5%, a 48 km/h, a probabilidade vai a 45% e a 64 km/h salta para 85%. Os dados são da comissão europeia ligada ao trânsito, na União Europeia.