JAC chega em 2011 com promessa de peças mais baratas do Brasil


J3 hatch e sedã serão os primeiros a desembarcar no país, em março

Renata Viana de Carvalho

A montadora chinesa não faz segredo de seus lançamentos. Ao contrário, desde ontem os deixa à vista de todos. Estão lá o J3 (hatch e Turin, o sedã), o sedã J5 e a minivan J6. O J3 chegará ao Brasil em março. Seu lançamento está marcado para o dia 18, quando 46 concessionárias da JAC serão inauguradas simultaneamente em diversas cidades brasileiras – a expectativa é de que no fim do ano que vem o número de revendas chegue a 80.

Os J3 hatch e Turin custarão R$ 37,9 mil e R$ 39,9 mil, respectivamente. Ambos serão equipados com motor 1.4 16V VVT de 108 cavalos – propulsores flex devem chegar em 2012. Como já é de praxe nas montadoras chinesas, eles são recheados de equipamentos: freios ABS com EBD, air bag duplo, ar-condicionado, direção hidráulica e volante com regulagem de altura.

Versão elétrica do J5 não chega ao nosso mercado antes de o governo conceder incentivos fiscais para esse tipo de motorização
Os itens de série se repetem nos J5 e J6, que começam a ser vendidos em julho e agosto do próximo ano, respectivamente. O primeiro, de 4,595 m de comprimento, virá com propulsor 1.5 16V de 125 cv e câmbio manual de cinco marchas. “O interior não será claro assim, vai ter acabamento preto”, explica a expositora do veículo. Seu custo será de R$ 53,9 mil.

Já o J6 estará disponível em versões de cinco e sete lugares, com diferença de R$ 2 mil entre elas. A que transporta menos ocupantes tem custo estipulado em R$ 55,9 mil. Com motor 2.0 16V de 136 cv, o modelo conta com ar digital, cd player com entrada USB e painel emborrachado.

J2 só deve chegar ao Brasil em 2012 – mesmo ano em que a JAC trará seu motor flex para nosso mercado
O interior de todos os modelos mostra uma evolução em relação ao acabamento dos primeiros chineses que desembarcaram no Brasil. Sergio Habib garante que isso é resultado do trabalho desenvolvido aqui no Brasil e que resultou em mais de 72 modificações no J3 – que incluem 20 kg a mais de material aplicado em isolamento acústico e painel com instrumentos redesenhados e materiais de melhor qualidade (produzido por fornecedor diferente do chinês). Até as palhetas do limpador do para-brisa são diferentes. Na parte mecânica, as mudanças incluem ajuste de suspensão mais firme e novo acerto da direção hidráulica.

Os modelos da JAC chegam com três anos de garantia completa e “os preços de peças e seguro mais baratos do país”, segundo Sergio Habib, representante da marca no país. A expectativa do executivo é de que 35 mil unidades sejam vendidas no Brasil em 2011, sendo que o J3 responderá por 50% desse volume. Por ora, não há planos de instalar uma fábrica aqui. O estande ainda exibe uma versão híbrida do J5. “A JAC vai produzir 600 híbridos no próximo ano”, conta Habib. E o hatch J2, único modelo que fica trancado, pois não foi adaptado ao Brasil. O compacto será lançado na China em 2011 para chegar por aqui no ano seguinte.

Fonte: Auto Esporte