Jaguar XJ, símbolo de elegância desde os anos 60

 Duradouro na primeira geração, o topo de linha da marca britânica soube se reinventar para os novos temposTexto: Francis Castaings e Fabrício Samahá – Fotos: divulgaçãoO automóvel mais longevo da famosa marca britânica Jaguar começou a nascer em 1962. Bem-sucedida com sua variada linha de sedãs do período, que incluía o grandeMark X e os menores Mark 1/Mark 2 e S-Type, a empresa do felino decidia substituí-los por um único modelo. Seis anos depois, em 26 de setembro de 1968, era apresentado o XJ6. Projetado pelo fundador da empresa Sir William Lyons 1901-1985, o sedã de quatro portas misturava linhas modernas e clássicas. Muito atraente, foi talvez o sedã mais bonito da década.Sua estrutura monobloco era uma das primeiras a adotar deformação progressiva em caso de impacto para maior proteção dos ocupantes. O carro media 4,81 metros de comprimento, 1,77 m de largura, 1,35 m de altura e 2,77 m de distância entre eixos e pesava 1.560 kg. Na frente destacavam-se a grade cromada com o símbolo do felino selvagem sobre ela e quatro faróis circulares. A identificação com a marca era clara, sobretudo com o Mark X, apesar de romper com o desenho dos demais antecessores. 
Fonte: UOL Carros / Best Cars