Japão nega risco de radiação em carros exportados

                                             José Antonio Leme

Uma das consequências dos terremotos no Japão foi problemas na usina nuclear de Fukushima, onde tem sido feito trabalhos de resfriamento no núcleo apesar de já terem constatado um vazamento de radiação – ainda não em níveis alarmantes – nos arredores. O governo japonês já tratou de refutar qualquer problema de contaminação dos veículos fabricados no país e exportados, principalmente para os Estados Unidos.

As três grandes japonesas, Honda, Toyota e Nissan estão trabalhando em assegurar aos seus clientes que suas fábricas estão longe de todas as instalações nucleares no Japão, por exceção de uma planta da Nissan. Nos portos norte-americanos, rotineiramente o governo já tem checagens de radiação e qualquer outra coisa que eles possam considerar uma ameaça aos cidadãos norte-americanos.

Fonte: Car Magazine