Caoa Chery busca associar Tiggo 5X à Jaguar Land Rover e gera mal-estar

Caoa Chery Tiggo 5X já está sendo produzido em Anápolis (GO) 

Quem acompanha a indústria automobilística com mais afinco sabe o quanto a Caoa costuma ser agressiva em suas estratégias de divulgação. Não tem sido diferente com o recém-lançado Caoa Chery Tiggo 5X.

Uma ação em especial chamou a atenção de QUATRO RODAS. Uma página dupla presente na última edição da revista Veja faz, em letras garrafais, a seguinte afirmação sobre o Tiggo 5X: “O primeiro SUV desenvolvido na China pela parceria Chery Jaguar Land Rover”.

Tiggo 5X competirá no segmento de SUVs compactos 

Afinal, existe algum dedo da fabricante britânica de veículos de luxo no desenvolvimento do Tiggo 5X? Nossa reportagem conversou com o diretor de marketing da Caoa, Marcello Braga, para esclarecer a questão.

“Fizemos esta associação porque o Tiggo 5X utiliza a plataforma T1X, que a Chery desenvolveu aproveitando tecnologias absorvidas após a formação de uma joint-venture com a Jaguar Land Rover na China”, justificou o executivo.

Quais tecnologias são essas? Braga explicou: “São itens principalmente ligados à parte eletrônica. Por exemplo, aquele logotipo projetado no chão pelo retrovisor quando o motorista liga o carro é um mimo que tem no [Range Rover] Evoque”, disse.

Este holograma projetado pelo retrovisor seria uma tecnologia herdada da JLR

Ainda assim a associação não deixa de parecer um bocado forçada. QUATRO RODAS procurou a divisão brasileira da Jaguar Land Rover para se pronunciar a respeito, que se limitou a dizer que não se posicionará oficialmente.

Nos bastidores, porém, soubemos que a publicidade não foi bem aceita pela empresa, que teria entrado em contato com a Caoa Chery pedindo que a ação não seja mais veiculada.

Marcello Braga confirmou a informação. “Aparentemente há um acordo de cavalheiros entre áreas de marketing de fabricantes concorrentes, pelo qual uma marca não cita diretamente a outra. Vamos respeitar isso”, contou. Ou seja: a peça dificilmente será replicada em outras mídias.

Plataforma T1X também permite incorporar sistemas mais avançados de conectividade

“Mas vamos continuar contando em entrevistas a história de que os carros da plataforma T1X utilizam tecnologia da Jaguar Land Rover, porque é a informação oficial que consta inclusive no site da Chery International”, completou o executivo0.

QUATRO RODAS encontrou o artigo mencionado por Braga, datado de 26 de agosto de 2016 e publicado em inglês. A menção acontece no início do segundo parágrafo: “A plataforma T1X integra tecnologias da Chery Jaguar Land Rover e da Qoros [marca de luxo criada pela própria Chery na China]”.

Entretanto, não há detalhamento sobre qual teria sido o papel da JLR no desenvolvimento da matriz. Ainda de acordo com o artigo, a base T1X permite a inclusão de estrutura e chapas de alta rigidez, grade dianteira inteligente, motores turbo, suspensões independentes com amortecedores de dupla ação e central multimídia com nível avançado de conectividade.

Modular, a plataforma vem servindo para criar modelos para cinco ou sete passageiros, com variação de 2,56 a 2,80 metros na distância entre-eixos e de 14,5 a 19 cm de altura livre do solo. Foi ela que deu origem à trinca Tiggo 5X, Tiggo 7 e Tiggo 8, mostrada pela Caoa Chery no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

No caso do Tiggo 5X, são 2,63 metros de entre-eixos e 15 cm de altura do solo, além de motor turbo flex de 150/147 cv e 21,4 mkgf.

(Fotos: Chery)