Ranger Limited perde capota marítima e tem alteração de preços

Ranger Limited perde capota marítima e tem alteração de preços

A Ford Ranger Limited perdeu a capota marítima. A versão topo de linha da picape média deixou de oferecer o item de série a partir do dia 11 de junho de 2018, quando passou a sair da linha de montagem argentina sem o acessório. Por causa disso, a Ford decidiu reduzir o preço sugerido do modelo de R$ 129.650 para R$ 128.730 na versão Flex. Já a Limited Diesel teve o valor reduzido de R$ 193.490 para R$ 192.570. Porém, os novos valores ainda serão comunicados oficialmente pela marca, mas você já sabe primeiro aqui no NA.

No entanto, apesar da retirada do equipamento, que mede 5 pés, a rede de concessionárias Ford continuará oferecendo a capota marítima como acessório pago à parte. A Ranger atualmente é oferecida nas versões XL, XLS, XLT e Limited. Recentemente, a picape média retornou com as versões de trabalho, com cabine simples e caçamba longa, além da cabine simples com chassi exposto, pronto para receber implementos especiais.

Estas opções mais recentes são equipadas com motor diesel Duratorq 2.2 com 160 cavalos e 39,3 kgfm, além de transmissão manual. A versão XL ainda tem opção de cabine dupla com o mesmo conjunto motor, que também equipa a versão XLS na mesma configuração, embora tenha opção 4×2 ou 4×4, além de transmissão automática. O outro propulsor da Ranger é o Duratorq 3.2 de cinco cilindros com 200 cavalos e 47 kgfm.

Ranger Limited perde capota marítima e tem alteração de preços

Este motor mais potente só está disponível nas versões XLT e Limited, ambas com tração 4×4 e transmissão automática. Mas, nas opções mais baratas, a Ford Ranger tem motor flex 2.5 Duratec com 168 cavalos na gasolina e 173 cavalos no etanol, além de 24,3 kgfm no primeiro e 25,0 kgfm no segundo. O câmbio pode ser manual ou automático, mas a tração é sempre 4×2. Neste motor, a Ranger Limited também é oferecida com os mesmos equipamentos da opção diesel.

Lançada em 2011, a atual geração da Ranger (T6) é feita em alguns países e aqui na região vem da Argentina, onde é feita na planta de General Pacheco. O modelo já sofreu uma atualização profunda e agora espera por outra, mais suave, já disponível no mercado exterior. Também se espera que o modelo ganhe o novo motor diesel EcoBlue 2.0, que no exterior entrega de 213 a 238 cavalos. Em versões recalibradas, ele pode eliminar tanto o 2.2 quanto o 3.2 usados atualmente.

Também aguardamos a chegada da versão Raptor com uma pegada mais agressiva, acompanhando a proposta de sua irmã maior e bem mais potente, além da adoção da nova transmissão automática de 10 marchas, já usada no Mustang e desenvolvida em parceria com a GM.

 

 

© Noticias Automotivas. A notícia Ranger Limited perde capota marítima e tem alteração de preços é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.