Lei e demanda estimulam itens de segurança

Começa a acontecer uma mudança no perfil do comprador de automóveis, que valoriza mais itens de segurança como o airbag e freio ABS. “Em 2001 os airbags representavam apenas 10% da demanda. Mas devem saltar para 30% em 2010”, ressalta Gárbor Deák, presidente da Delphi. Para Moisés Bucci, presidente da TRW, por força da lei ou pela demanda do consumidor, o uso destes itens no veículo será realidade no Brasil nos próximos anos (4 de setembro).
Fonte: Automotive Business