Lifan adota layoff de três meses na produção uruguaia

 160 dos 348 trabalhadores ficarão em casa por todo o primeiro trimestreREDAÇÃO ABA Lifan iniciou neste mês um layoff na fábrica de Montevidéu, no Uruguai, onde monta em regime SKD os modelos Foison, LF 530 e X60 vendidos no Brasil. “A paralisação vai até o fim de março”, afirma o diretor comercial Jair de Oliveira. Dos 348 colaboradores, 160 estão em casa. Segundo a montadora, a unidade havia parado em parte do segundo semestre de 2015 por “questões salariais” e a queda nas vendas brasileiras levou agora ao layoff. A empresa esperava vender 12 mil unidades em 2015, mas o total ficou em apenas 5 mil. As vendas do sedã LF 530 somaram pouco mais de mil, bem abaixo dos 4 mil imaginados pela empresa em seu lançamento, em outubro de 2014. É verdade que o utilitário esportivo X60 foi o carro de origem chinesa mais vendido no Brasil em 2015, mas o volume total de 3.082 unidades ficou 32,8% abaixo do registrado no ano anterior. O desempenho da picape Foison também se mostrou muito aquém das 200 unidades mensais imaginadas em seu lançamento. Em todo o ano passado foram emplacadas 903 unidades cerca de 75 por mês. Por causa disso, Oliveira descarta a apresentação de outras versões do utilitário no Salão do Automóvel deste ano, como a cabine dupla e as opções furgão e van, fabricadas na China. “Não há boas perspectivas para esse mercado por causa de condições difíceis de financiamento. O comprador desse segmento muitas vezes não tem como comprovar renda”, diz.
Fonte: Automotive Business