Magenta, azul, verde e branco pintam a Ford

                                             Marca aposta em cores vibrantes.

Redação AB

A Ford revela que o New Fiesta, o Fusion e o New Edge, veículos mundiais, e as linhas de automóveis locais Ka, Fiesta RoCam e Focus trazem ao Brasil uma nova aposta de cores modernas e vibrantes, seguindo uma tendência. Vermelho Magenta ou vermelho Bordeaux, azul Montecarlo, verde Coimbra e branco Ártico são algumas das novas cores incorporadas ao portfólio da linha de veículos Ford. Até o preto e o prata foram renovados com novas tecnologias que criam efeitos especiais.

“Foi-se o tempo em que o consumidor podia escolher um carro de qualquer cor – desde que fosse preto, como dizia a máxima popular atribuída a Henry Ford. Atualmente, com os veículos globais, as paletas de cores são montadas com a participação de todos os centros mundiais de design da Ford, incluindo o Brasil”, explica Adília Afonso, supervisora de Design da Ford América do Sul.

O acesso a uma nova gama de cores possibilita maiores opções aos clientes, sem impor uma mudança radical no seu ranking de preferências. “As cores de impacto, vibrantes, são muito marcantes e derivadas da moda atual. No Brasil, um país tropical, as cores estão na própria natureza o ano inteiro. Nos lugares onde isso não ocorre, os consumidores gostam também de quebrar a monotonia com carros de cores mais chamativas”, continua Adília.

Na Ford prata e o preto ainda mantêm o primeiro lugar entre as cores mais vendidas, seguidas do vermelho. Uma mudança recente é o crescimento do branco na aceitação dos compradores, principalmente nas tonalidades perolizadas. Entre os carros de luxo, como o Fusion, ela é a cor que mais tem avançado. Os pedidos do New Edge 2011 nos distribuidores confirmam também esse avanço do branco no segmento de luxo.

Na linha do Ka, surpreende o número de fãs do vermelho, cor que já alcança o mesmo percentual de vendas da prata. Neste produto, o branco, o azul e o verde também têm boa aceitação. A mesma tendência se verifica na linha do Fiesta RoCam, na qual o vermelho tem crescido muito nos últimos anos.

No Focus, a novidade é o verde, que também conquistou espaço. No EcoSport, chama a atenção o avanço do dourado, que se tornou a terceira cor com maior volume nas vendas. O New Fiesta ousa mais na oferta de cores, com tonalidades luminosas e vibrantes. Além de duas tonalidades de vermelho, uma das quais Magenta, ele conta com o azul e o verde, ao lado dos tradicionais preto, prata, cinza e branco. O vermelho e o azul estão presentes também na cartela do Fusion.

O processo de pintura na Ford começa com o tratamento fosfatizado das chapas metálicas da carroceria. As etapas seguintes são a aplicação de base de primer e camada de cor, seguida de acabamento com verniz de alto brilho e resistência. Os ambientes de pintura são controlados para impedir a contaminação por partículas e também para evitar a dispersão de evaporações e tinta, com um sofisticado sistema de filtros. Robôs permitem um controle apurado e homogêneo da cobertura em pontos críticos da carroceria.

Na fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia, a pintura é feita com tintas à base de água, sem o uso de solventes químicos, um cuidado a mais para a preservação ambiental. A secagem em estufas é usada para a obtenção da cura perfeita de cada camada, o que garante uma cobertura de grande durabilidade e beleza.

Fonte: Automotive Business