Renault vai focar em SUVs e picape média no Brasil

Renault vai focar em SUVs e picape média no Brasil

A Renault também está preparando novidades para o mercado brasileiro, mas de forma mais discreta. A montadora francesa não faz planos para muito longe, mas já tem alguns produtos prontos na manga esperando lançamento. Com o Rota 2030 oficialmente criado, a marca francesa agora sabe prever o futuro no mercado nacional e assim deve estar definindo sua estratégia para os próximos anos.

Um fator que irá definitivamente mudar seus planos não é o programa automotivo brasileiro, mas a decisão da matriz em separar o desenvolvimento de produto entre Renault e Dacia, tal como acontece atualmente com a Lada na Rússia e as japonesas Nissan e Datsun. Assim, mesmo que Logan e Sandero continuem, seus sucessores deverão nascer de dentro da marca.

Renault vai focar em SUVs e picape média no Brasil

Isso significará que a plataforma B0 do Logan e a CMF-A continuarão sob os futuros produtos. Isso dá maior margem de aceitação para os produtos da Renault ao não serem associados com a marca romena, que é considerada de baixo custo. Entre as novidades esperadas para a empresa no Brasil, está o Novo Duster, que deve ser o último produto de origem Dacia no portfólio global de produtos da Renault.

Ele será feito no Paraná após disputa com a Colômbia, pois com o Rota 2030 definido, a matriz francesa provavelmente autorizou esse investimento no Brasil. Mas, ele não será o único. A Renault prepara a atualização sutil de estilo dos Logan e Sandero, que bem poderia já portar o câmbio CVT para aumentar a atratividade perante o consumidor, já que Gol/Voyage e Ka/Ka Sedan já estão indo nessa direção.

Renault vai focar em SUVs e picape média no Brasil

A picape Oroch deve seguir os passos do próximo Duster nacional e quem sabe ampliar a gama de opções com tração nas quatro rodas, mas provavelmente o câmbio CVT não será utilizado, visto que o automático de quatro marchas deve ser retirado junto com o velho F4R 2.0 Flex. Em seu lugar, o novo 1.3 TCe de 163 cavalos deve chegar com o CVT para Duster, Captur e quem sabe o Sandero R.S. 2.0, mas com programação alterada e logicamente câmbio manual de seis marchas.

O novo SUV-cupê nascido na Rússia chegará ao Brasil, mas sua proposta será ficar acima do Captur e ser um diferencial no portfólio, buscando assim clientes que hoje vão atrás do Jeep Compass. O motor 1.3 TCe será fundamental nessa missão. O Koleos com motor 2.5 deve chegar finalmente para ser o topo de linha e trazer de volta a Renault ao nível “premium” que tinha antigamente.

Por fim, tão certo como Novo Duster e Captur Coupé, é o lançamento da picape Alaskan, já em 2019. Produzido no norte da Argentina, o modelo compartilhará elementos com as Frontier e Classe X, empregando motor diesel biturbo 2.3 de 190 cavalos e talvez focando mais no trabalho, o que poderia envolver a introdução de uma versão diesel com 140 cavalos.

Renault vai focar em SUVs e picape média no Brasil

E o Kwid? Desse podemos esperar um crossover (de fato) que está sendo criado na Índia. Ele terá um papel fundamental na gama de opções da Renault entre os utilitários esportivos e pode até tirar de cena o Stepway, embora com preços na casa dos R$ 50 mil, o produto não seria um concorrente do irmão maior que, mais refinado, acabaria custando na faixa de R$ 70 mil.

Esse novo crossover poderia usar o 1.0 SCe de até 80 cavalos do Logan no lugar do fraco 1.0 de até 70 cavalos do Kwid. Assim, o Stepway manteria não só maior espaço e porta-malas, mas também seu motor 1.6 SCe com até 120 cavalos (atualizado para se diferenciar mais do Sandero 1.6).

[Fonte: UOL]

© Noticias Automotivas. A notícia Renault vai focar em SUVs e picape média no Brasil é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.