Mercedes comemora 125 anos do automóvel

                                             No Brasil a empresa lança o CLS 63 AMG de 557 cv.

Redação AB

Não passou em branco neste dia 17 de fevereiro o marco de 125 anos da criação do automóvel. Em São Bernardo do Campo, SP, diretores da Mercedes-Benz receberam jornalistas na fábrica para reviver a trajetória da marca desde a apresentação do primeiro veículo motorizado, criado por Carl Benz. Inovação foi o tema do encontro, enfatizando os princípios dos fundadores da empresa. Benz disse que “o amor pela invenção nunca morre”. Já Gottlieb Daimler foi radical: “O melhor ou nada”.

Jürgen Ziegler, presidente da Mercedes-Benz do Brasil, lembrou que a empresa foi responsável também pelo desenvolvimento do primeiro caminhão e do primeiro ônibus do mundo. Ao longo de 125 anos, a marca registrou mais de 80 mil solicitações de registro de patentes automotivas.

No encontro da quinta-feira foi apresentado o novo CLS 63 AMG, um superesportivo com motor V8 biturbo de 5,5 litros, injeção direta e 557 cavalos. A transmissão é de 7 marchas. O veículo traz faróis com tecnologia LEDs de alto desempenho, sistemas de segurança inteligentes, o Night View Plus (luz noturna auxiliar) e stop/start que desliga o motor automaticamente quando o veículo está parado ou a menos de 8 km/h. Início

A Alemanha é conhecida como o berço da indústria automotiva. Com a patente 37.435 registrada em Berlim, em 29 de janeiro de 1886, Carl Benz colocou em movimento o seu triciclo motorizado, o Patent-Motorwagen, que viria a ser uma das criações mais significativas da história do século XX e períodos posteriores. A invenção que deu origem à história do automóvel não se encerrou ali. Naquele mesmo ano, em outra parte da Alemanha, Gottlieb Daimler projetou uma carruagem também motorizada. Antes dos projetos de Benz e Daimler se concretizarem, outros experimentos com veículos motorizados já haviam sido feitos na Europa, principalmente na Inglaterra e na França. Porém, a novidade apresentada pelos alemães foi o uso de um modelo movido por um motor a combustão (a gasolina) inventado por Nikolaus August Otto. Até então, as experiências anteriores ficaram restritas à motorização a vapor.

Foram necessários alguns anos até que os veículos de Carl Benz e Gottlieb Daimler pudessem ser feitos em escala comercial. Da parceria profissional dos inventores, surgia a Daimler-Benz, atualmente, Daimler AG, detentora de diversas marcas, entre as quais, a Mercedes-Benz.

Os veículos de Benz e Daimler abriram uma nova era para o transporte e tornaram-se ícones da liberdade pessoal. Além da construção do primeiro automóvel motorizado, a Mercedes-Benz garante ser responsável ainda pela criação do primeiro ônibus e do primeiro caminhão.

Entre as demais inovações da Empresa está o modelo Mercedes 35 hp, lançado em fevereiro de 1900, e que serviu de como protótipo para todos os carros de passageiros modernos. O veículo foi o primeiro a ostentar a marca Mercedes-Benz e indicou a transição entre a carruagem motorizada para o carro motorizado como é atualmente conhecido.

Na Alemanha

A cerimônia pelos 125 anos da invenção do automóvel foi conduzidana Alemanha por Dieter Zetsche, CEO da Daimler AG e Chefe da Mercedes-Benz Automóveis, em 29 de janeiro, e reuniu mais de 1.400 convidados, entre eles a chanceler alemã Angela Merkel. Na ocasião, foram apresentados o Aesthetics, um novo conceito de design da marca e o novo SLK.

Como parte das comemorações a Daimler AG promove a F-Cell Word Drive, uma expedição com três automóveis Mercedes-Benz Classe B movidos a hidrogênio. Os veículos estão na estrada desde janeiro e passarão por 14 países até completar a volta ao mundo em 125 dias.

Fonte: Automotive Business