Mercedes SLS AMG desembarca no País


Carsale – A Mercedes-Benz fez na noite de ontem (20) o avant-première do cupê de luxo SLS, primeiro lançamento do ano da montadora alemã no Brasil. O modelo é inspirado no clássico 300 SL Gullwing, de 1954, também presente na apresentação e que ficou conhecido como o Asa de Gaivota, por ter portas que se abrem verticalmente. O novo superesportivo de dois lugares começa a ser vendido oficialmente no Brasil em maio, mas a marca da estrela de três pontas já aceitará encomendas a partir do mês que vem.

A Mercedes ainda não definiu quanto cobrará pelo supercarro. Normalmente, os modelo importados sob encomenda costumam ter o valor dobrado em relação ao cobrado no exterior quando desembarcam por aqui. Mas o SLS AMG deve custar aproximadamente entre US$ 350 mil e US$ 370 mil – algo entre R$ 623 mil e R$ 666 mil. Na Alemanha, o luxuoso cupê parte de 181.475 euros ou US$ 256 mil, sem os 35% de taxa de importação cobrados no País. No mercado brasileiro, o superesportivo da Mercedes terá concorrentes como Porsche 911 Turbo e Audi R8.

Primeiro veículo totalmente desenvolvido pela AMG, a divisão esportiva da marca alemã, o Asa de Gaivota tem mecânica invocada. Sob o capô, o cupê de luxo traz um poderoso motor 6.2 litros de oito cilindros em ´V´, capaz de produzir 571 cv de potência máxima e um torque violento de 66,2 kgfm. A Mercedes indica o propulsor como sendo um 6.3 litros, mas o bloco, que é acoplado ao primeiro câmbio automatizado de sete velocidades com dupla embreagem da marca, tem na verdade 6.208 cilindradas. Já a distribuição de peso é próxima dos carros de competição, com 47% para o eixo dianteiro e 53% para o traseiro.

Com 1.620 quilos de peso em ordem de marcha, o SLS AMG tem uma relação peso/potência de baixos 2,8 kg/cv. Essa leveza do esportivo se deve à estrutura em monobloco (chassi), que é feita toda em alumínio e pesa apenas 241 kg. Os dados de fábrica informam que o cupê arranca de 0 (zero) a 100 km/h em curtos 3,8 segundos e chega à máxima de 317 km/h. Apresentado na Europa no ano passado, o SLS AMG começou a ser vendido na região há apenas um mês. O bólido substituiu o também velocista SLR McLaren, produzido desde 2003 em parceria com a fabricante britânica de superesportivos.

(Diogo de Oliveira)

Fonte: Carsale