Mini Cooper S Clubman : Beleza onde não se vê

Por: Mário Venditti / Fotos: DivulgaçãoApesar do design desproporcional, terceira geração da perua evoluiAs piadinhas são inevitáveis. Sempre haverá alguém que vai chamar o Mini Cooper S Clubman de rabecão, como são conhecidos aqueles horrorosos carros fúnebres. O design espichado – que parece não combinar com as dimensões mais enxutas dos carros da Mini – e a porta traseira bipartida bem que ajudam a reforçar a comparação. Mas o gracejo não é capaz de enterrar a reputação da Mini. Ainda mais sabendo que a terceira geração do Clubman está melhor que a anterior.A começar pela plataforma. Com ela, o Clubman ganha 10 cm de entre-eixos 2,67 m, o que contribui para levar cinco pessoas com conforto, algo que parecia impensável em se tratando da Mini – principalmente se lembrarmos do modelo para lá de minúsculo usado por Mister Bean. A esticada não favorece apenas o espaço interno. A perua fabricada em Oxford, na Inglaterra, tem porta-malas generoso, de 530 litros, capaz de acomodar a bagagem da família. E para destravar as duas portas que se abrem em sentido contrário, você não precisa usar chaves ou apertar um botão de dentro do carro. Basta passar o pé por baixo do para-choque e – bingo! –, descortina-se um enorme vão que facilita a colocação das malas.MANUTENÇÃO INTELIGENTE
Fonte: CarDriver