Montadoras e autopeças investirão R$ 40,89 bi


Os fabricantes de veículos e as empresas de autopeças devem investir nada menos do que R$ 40,89 bilhões no setor automotivo brasileiro entre 2010 e 2015, com o objetivo de expandir o parque industrial, desenvolver produtos e tecnologias e, ainda, capacitar pessoal.

As montadoras manifestaram a intenção de aplicar R$ 30,09 bilhões no Brasil nesse período, o equivalente a US$ 16,72 bilhões, como apurou Automotive Business. A taxa cambial de referência é US$ 1 = R$ 1,8. Nessa estimativa consideramos que a Fiat anunciará investimentos de mais R$ 5 bilhões até 2015 e que a Hyundai Caoa ainda aplicará R$ 600 milhões em Anápolis, GO.

Será a terceira grande onda de investimentos na expansão do setor. A primeira aconteceu a partir dos anos 50, para a instalação da indústria automobilística no País. A segunda trouxe US$ 47 bilhões entre 1994 e 2009, incluindo autopeças.

Para acompanhar o ritmo das aplicações das montadoras, o setor autopeças deve investir ao ritmo de pelo menos US$ 1 bilhão por ano, o que representará R$ 10,8 bilhões até 2015. Vale lembrar que em 2008 o setor aplicou US$ 1,5 bilhão e em 2009 cerca de US$ 900 milhões.

Na posse como presidente da Anfavea, a entidade dos fabricantes de veículos, Cledorvino Belini anunciou que as montadoras filiadas vão aplicar US$ 11,2 bilhões no setor automotivo de 2010 a 2012 – um aumento de 38% sobre os US$ 8,1 bilhões aplicados no triênio anterior (2007-2009).

A Anfavea registrou investimentos de US$ 47 bilhões na indústria automobilística entre 1994 e 2009, na segunda grande onda de expansão do setor. O valor inclui autopeças.

Fonte: Automotive Business