Montadoras pedirão ajuda de US$ 51 bilhões à União Européia

Objetivo é ter um pacote semelhante ao aprovado nos EUA.
Dinheiro é necessário para enfrentar a queda na demanda.

Da Agência Estado

As fabricantes de veículos européias pedirão 40 bilhões de euros (US$ 51,3 bilhões) à União Européia para que possam enfrentar a crise econômica e a queda da demanda, disse o presidente da Associação Européia de Fabricantes de Automóveis (Acea, na sigla em inglês), Christian Streiff.

“Esta é uma de nossas metas”, disse Streiff, que também é executivo-chefe da PSA Peugeot Citroën, à agência Dow Jones, minutos antes de uma reunião com o comissário de empreendimentos e indústria da UE, Gunter Verheugen.

Pacote de ajuda
As fabricantes européias disseram no início deste mês que tentariam obter um pacote de empréstimos a taxas de juros baixas para ajudar a garantir um mercado sustentável para as tecnologias eficientes no uso de combustível.

O setor automobilístico europeu tem afirmado que precisa da auxílio parecido com o aprovado nos EUA. O Congresso americano aprovou empréstimos de US$ 25 bilhões para ajudar General Motors, Ford Motor e Chrysler a desenvolverem veículos mais eficientes no uso de combustível.

Fonte: G1 Globo online