Montadoras preocupadas com freio nas vendas


Anfavea levará estudo sobre o setor ao governo.

Automotive Business, com informações do Valor

Marli Olmos escreve que a indústria automobilística prepara-se para apresentar à equipe econômica do governo Dilma Rousseff um estudo sobre a competitividade do setor. Uma das ideias é sugerir mecanismos para proteger a indústria local. O formato do pleito não está ainda bem definido e depende do resultado de trabalho de consultores. Em princípio, a ideia é convencer o governo a oferecer recompensas para as empresas que continuarem investindo pesado no país. A redução de impostos pode estar entre as sugestões que esse setor tradicionalmente encaminha aos governos.

Diz a jornalista que as montadoras foram pegas de surpresa quando o Banco Central elevou o compulsório, na véspera da Anfavea fazer uma previsão de vendas de 3,63 milhões de unidades em 2011, com avanço de 5,2% sobre 2010. Haveria, entre executivos, preocupação com um freio nas vendas. O crescimento das importações seria, também, outro ponto de preocupação.

Outras entidades devem bater à porta do MDIC no início do próximo governo com recomendações para elevar a competitividade da indústria brasileira diante do crescimento das importações de máquinas, equipamentos e autopeças. Uma delas é o Sindipeças, que calculou um déficit na balança de autopeças de US$ 3,42 bilhões entre janeiro e novembro de 2010.

Fonte: Automotive Business