Moody´s reduz nota de GM e Chrysler, mas mantém a da Ford

da Folha Online

A possibilidade de suspensão de pagamentos pelas montadoras americanas fez com que a agência de classificação de risco Moody´s reduzisse as notas de General Motors e Chrysler. Em um contexto de acentuada queda nas vendas de veículos, devido à crise econômica, a falta de liquidez atual de GM e Chrysler as expõe a uma suspensão de pagamentos a curto prazo.

As duas montadoras tiveram suas notas rebaixadas de “Caa2” para “Ca”, diante da possibilidade de suspensão de pagamentos. A Ford foi mantida com nota “Caa1”, embora tenha uma perspectiva negativa –o que significa que poderá ser reduzida no futuro, revela a Moody´s em um comunicado.

Ford, considerada a menos afetada das “três grandes de Detroit”, possui um nível de liquidez suficiente para honrar seus pagamentos nos próximos 12 meses, informa a agência.

A GM, montadora americana em pior situação, pediu na véspera ao Congresso um crédito governamental de US$ 18 bilhões até o final de 2009, destacando que precisa de US$ 4 bilhões até o final do mês.

A Chrysler solicitou um empréstimo de US$ 7 bilhões para honrar seus compromissos no primeiro trimestre de 2009.

A Ford pediu aos congressistas um crédito de US$ 9 bilhões, mas espera realizar sua reestruturação sem tocar no dinheiro do governo.

Fonte: Folha Online