Morre Sergio Pininfarina, principal designer da Ferrari

Sergio Pininfarina e Luca di Montezemolo                                                  Em seu legado estão modelos icônicos como Ferrari Testarossa e Maserati Quattroporte

Da redação

O design de automóveis perdeu uma de suas maiores referências. Sergio Pininfarina morreu ontem aos 85 anos em Turim, na Itália. Sabe-se que ele estava adoentado há bastante tempo, mas a causa do falecimento não foi revelada. Sergio comandou desde 1961 o estúdio de estilo Pininfarina, fundado por seu pai, Battista “Pinin” Farina. Foi desse centro de criação que saíram ícones como a Ferrari 250 GT de 1961 e o Maserati Quattroporte de 2003. Sob o comando de Sergio, modelos como o Fiat 124 Sport Spider (1966 to 1985), Alfa Romeo Spider (1966 to 1993) e Peugeot 406 cupê (1996 to 2004) também mereceram destaque.

(segunda foto abaixo:) Battista Pinin Farina, Enzo-Ferrari e Sergio Pininfarina

Ao lado de Fabrizio Giugiaro, da Italdesign Giugiaro, a família Pininfarina foi pioneira ao colocar pequenas empresas familiares da Itália como grandes fornecedoras de design para diversas montadoras. E Sergio Pininfarina é reconhecido por isso. “Era uma pessoa excepcional que associou seu nome indissoluvelmente à nossa história. Ele projetou alguns de nossos modelos mais emblemáticos, como a Testarossa e a Enzo. Ele era um grande defensor do design italiano, graças ao seu senso de elegância”, declarou Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, em nota. Além de todos os automóveis de produção em série, Pininfarina foi responsável por edições únicas como uma 375MM, encomendada por Roberto Rossellini para Ingrid Bergman, em 1954.

Fonte: Auto Esporte