Motos têm em outubro o pior mês de 2015

 Média diária de emplacamentos ficou abaixo de 4,3 mil unidades
REDAÇÃO AB
O setor de motos teve o pior mês deste ano em outubro, com pouco mais de 89 mil unidades emplacadas e queda de 9,25% em relação a setembro. O acumulado do ano teve pouco mais de 1 milhão de motocicletas licenciadas, resultando em recuo de 12,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Os números foram divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionários.
O total de motos emplacadas em outubro foi o pior desde fevereiro de 2006. Com 21 dias úteis, o décimo mês de 2015 teve média diária de 4,24 mil motos emplacadas. Os meses recentes exibiram médias diárias próximas a 4,7 mil. A Abraciclo, associação que reúne os fabricantes de motos, revisou recentemente suas projeções para 1,28 milhão de unidades em 2015. Para atingir esse total o setor terá de licenciar 243 mil motos no último bimestre, o que parece improvável.A Honda, líder do segmento, teve 835,2 mil motos emplacadas no acumulado do ano, registrando queda de 12,5%, semelhante ao desempenho do setor como um todo. A vice-líder Yamaha emplacou 118,7 mil unidades, uma queda expressiva ante igual período do ano passado. Das marcas com tradição em alta cilindrada, a única que mantém números próximos aos de 2014 é a BMW, que anotou 6,6 mil unidades emplacadas e pequena queda de 2,7% ante os mesmos dez meses de 2014. Harley-Davidson, Kawasaki, Triumph e Ducati recuaram, respectivamente, 10,8%, 16,9%, 13,2% e 16,1%.
Fonte: Automotive Business