Nissan Leaf: demanda inesperada


Procura pelo modelo é quase duas vezes maior do que o projetado pela companhia

César Tizo

Se depender da procura, a Nissan poderá se tornar a líder entre as grandes fabricantes que oferecem automóveis elétricos. Segundo a empresa, o Leaf já recebeu cerca de 19.000 pedidos de reserva levando em conta EUA e Japão, que ultrapassa com folga o volume de produção inicial programado pela marca, de 10.000 unidades até o fim deste ano fiscal, que, para a Nissan terminará em março de 2011.
Segundo Andy Palmer, chefe da divisão de carros elétricos da Nissan, cerca de 13.000 clientes já efetuaram o pagamento de US$ 99 solicitado na pré-reserva do modelo para os EUA, enquanto o Japão é responsável pelos 6.000 restantes. O Leaf será produzido inicialmente na fábrica de Oppama, no Japão, neste ano. A quantidade deverá ser aumentada para 50.000 unidades/ano em breve, antecipa a companhia.

Em 2012 o volume deverá se estabilizar em 200.000 carros/ano com a adição de novas fábricas nos EUA e em Sunderland, Inglaterra. Em conjunto com a aliada Renault, as duas marcas esperam para o mesmo período atingir um volume anual de 500.000 automóveis elétricos. Na Europa, onde ele começará a ser vendido no próximo mês, o Leaf custará 30.000 euros (cerca de R$ 65.000) após incentivos fiscais.
Fonte: Terra Carro Online