Nissan mostra o conceito Hi-Cross em Genebra


Estudo aponta nova identidade visual e prevê nova geração do X-Trail

DA REDAÇÃO

A Nissan apresentou nesta terça-feira (6), na abertura do Salão de Genebra (Suíça), o Hi-Cross, conceito que aponta uma “possível nova direção” no design dos modelos da fábrica japonesa – em especial os utilitários esportivos. No curto comunicado oficial, a montadora não confirmou, mas o estudo futurista é uma prévia de como será a nova geração do utilitário médio X-Trail, um dos próximos modelos que serão renovados.

Mas independente do que acontecerá no futuro, o Hi-Cross cumpre em Genebra o papel de vitrine tecnológica da Nissan. O conceito é um híbrido que combina um motor 2.0 litros aspirado a gasolina a um bloco elétrico. A fábrica não informou números de desempenho, mas ressaltou que a mecânica tem força equivalente à de um motor 2.5 litros e, ao mesmo tempo, entrega consumo semelhante ao de um motor de litragem muito menor.

Para gerenciar os dois motores a Nissan instalou no estudo seu eficiente câmbio continuamente variável (CVT) Xtronic. Há opções de tração apenas dianteira (4X2) e integral (4X4). Mas a “revolução” que o modelo propõe é mesmo visual. Em termos gerais, a carroceria exibe formas orgânicas e bastante abauladas. Faróis e lanternas são iluminados por leds e, na dianteira, destaca-se a nova grade frontal, com um enorme “V”.

A parte mais interessante do conceito, no entanto, é a traseira. A terceira coluna em formato de bumerangue traz lanternas horizontalmente recortadas, e que invadem as laterais. Na tampa traseira, a região central aparece destacada em alto relevo, entregando aspecto musculoso à carroceria. Por dentro, o Hi-Cross é um típico carro-conceito. Quase não há botões e o ambiente (iluminado em verde claro) parece retirado de filme de ficção.

Fonte: Auto Esporte