Esta é a garagem dos sonhos de todo apaixonado por Volkswagen

Os três VW Gol, dois edição Copa e o primeiro modelo de 1980Saulo Mazzoni/Quatro Rodas

A paixão por Volkswagen – assim como para muita gente – começou com o avô que tinha uma VW Variant e sempre levava todos os netos para passear na perua, nos anos 1980.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8.90

Foi assim que começou a admiração do colecionador Alexandre Arruda, 38 anos, pela marca alemã. Muitos anos depois, Arruda iniciou, junto com seu irmão e seu pai, uma coleção de Volkswagen. E há seis anos nasceu uma garagem especialmente projetada para abrigar os ilustres clássicos da família.

A Kombi Last Edition compõe a coleção de VWSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

“Eu costumo brincar que comprei uma garagem e a casa veio de brinde, mas eu realmente procurava uma casa na qual poderia realizar esse sonho de ter uma garagem pra abrigar a minha coleção de VW”, conta, entre risos, Arruda.

O projeto se destaca pela riqueza de detalhes. Entre os Volkswagen expostos, está uma Variant 1980, que simboliza o início da paixão pela marca. O carro é idêntico ao do avô de Arruda. 

Á direita a VW Variant idêntica a da infãncia de ArrudaSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

Para atender os pedidos do filho mais velho, hoje com 10 anos, comprou uma Kombi Last Edition zero km, a qual foram produzidas apenas 1.200 unidades. E ainda adquiriu raridades como a Kombi comemorativa de 50 anos com apenas 236 km rodados e a série prata, que marca o último VW refrigerado a ar, com o hodômetro marcando só 3.600 km. 

A sucata de Kombi se tranformou em um balcãoSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

“Acabo rodando um pouco mais com a Last Edition, que é o xodó do meu filho. Para você ter uma ideia da paixão dele por Kombi, já tivemos que pedir ao verdureiro para que ele pudesse dar uma volta pra conter a sua ansiedade”, diz Arruda.

Todas as Kombi tem baixa km e estão em ótimo estadoSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

Um bom colecionador de Volkswagen tem que ter um Fusca, não é mesmo? E Alexandre não decepciona. Tem dois. Um Fusca GL 1982, uma das mais raras versões e com baixissíma quilometragem. e um exemplar 1969. Esses por sinal, são os preferidos de sua filha, que já demonstra gosto pelos clássicos com apenas 6 anos de idade. 

Continua após a publicidade

Entre os Fuscas, o modelos GL, um dos mais rarosSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

Arruda relata que quando procura os modelos pra comprar normalmente seleciona aqueles com baixa quilometragem e bem cuidados. “Se precisar fazer a restauração, nós fazemos, mas preferimos encontrar o modelo já pronto e original, é claro.”

Pra terminar o tour pela coleção, há três VW Gol que chamam atenção no meio da garagem. “A família é apaixonada também por futebol e tínhamos que ter um Gol Copa, temos um 1994 e um 1992, também em ótimo estado. Há ainda o Gol 1980, ano de seu lançamento no Brasil.”

Em cada canto da garagem uma surpresa. Começa por uma TV escondida atrás da tampa do porta-malas de um VW Passat, um balcão com a sucata de uma kombi e ainda calotas de Fusca penduradas pintadas a mão.

A tampa de Passat se destaca pela TV escondida atrásSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

“As calotas foram pintadas pelos meus filhos e trazem esse clima de ambiente familiar pra garagem. Além disso há um autorama, um modelo da minha infância.” Pra completar há ainda uma chopeira feita com um motor de moto Honda de 400 cilindradas. 

A chopeira foi feita com motor de moto Honda de 1300 cilindradasSaulo Mazzoni/Quatro Rodas

Segundo Arruda, é difícil receber alguém em casa sem que este queira visitar a garagem. E pra ele é um grande prazer poder reunir uma parte de suas paixões em um lugar só.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

 

Continua após a publicidade