Justiça proíbe venda de clone do Mini Cooper que saiu de linha em 2014

Lançado no Brasil em 2010 como uma, digamos, opção de baixo custo do Mini Cooper, o compacto chinês Lifan 320 continua causando polêmica cinco anos depois de ter suas vendas encerradas por aqui. Segundo o Jornal do Carro, a Justiça brasileira proibiu a comercialização do modelo no país após concluir um processo movido pela BMW em 2012.

Lifan 320 tinha desenho copiado do Mini Cooper

Dona da marca Mini, a BMW processou as empresas Ever Eletric Appliances e Rio Asia Motors, representantes da Lifan na época, alegando que elas vendiam o modelo 320 mesmo sabendo que ele era uma cópia do Mini Cooper. A BMW ainda dizia que a semelhança visual dos modelos servia para confundir os consumidores.

No processo, que correu no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a sentença definiu que houve concorrência desleal por parte das representantes da Lifan, condenando a Ever Eletric Appliances e a Rio Asia Motors a ressarcirem a BMW por perdas e danos experimentados, incluindo o pagamento dos honorários dos advogados da empresa alemã.






A condenação também obriga a interrupção definitiva da comercialização, exibição, distribuição, promoção e divulgação do Lifan 320. As empresas estão sujeitas a multa diária de R$ 50 mil se não cumprirem a decisão da Justiça.

De acordo com o Jornal do Carro, tanto a Lifan quanto a BMW não quiseram comentar o caso.

O Lifan 320 foi apresentado ao público brasileiro no Salão do Automóvel de São Paulo de 2010. O compacto foi motivo de discórdia entre pelo fato de a Lifan expor o modelo bem próximo de um Mini Cooper – com direito a provocação de um sósia do personagem inglês Mr. Bean, conhecido por dirigir um Cooper clássico. As marcas eram vizinhas de estande no evento.

O destaque do 320 era justamente o desenho inspirado no Mini Cooper, uma vez que seu motor 1.3 16V a gasolina de 88 cv de potência não empolgava. Por outro lado, ele vinha bem equipado de série: trio elétrico, ar-condicionado, direção hidráulica, faróis de neblina e rodas de liga leve de 14 polegadas. Os airbags frontais e os freios com ABS não eram obrigatórios na época, mas também faziam parte do pacote.

Lançado por cerca de R$ 30 mil (menos da metade do preço de um Mini Cooper na época), o Lifan 320 pode ser encontrado atualmente em anúncios na internet pelo preço médio de R$ 16 mil.

Fotos: Divulgação

O post Justiça proíbe venda de clone do Mini Cooper que saiu de linha em 2014 apareceu primeiro em Carsale.