Nova Kombi poderá vir do México para o Brasil

foto de divulgação
Modelo poderá ter versão elétrica ou a gasolina

A nova versão da Kombi Volkswagen, apresentada no Salão de Genebra sob o nome de Bulli, deverá ganhar em breve uma versão de rua.
A marca alemã admitiu a fabricação da van multiuso, sem informar, no entanto, o local onde será produzida.

O veículo mostrado na Suíça era movido a eletricidade, mas seu projeto prevê a utilização alternativa de motores a gasolina ou diesel.

A estrutura da nova Kombi é baseada na nova plataforma MDS (Modular Design System) da Volkswagen, que será utilizada no futuro próximo em vários produtos do grupo, a começar pelo novo Audi A3.

Entre as vantagens da nova plataforma está a possibilidade de variar a distância entre eixos e as bitolas dianteira e traseira. Isto permitirá a oferta de várias versões da nova Kombi, adequadas às necessidades de diferentes mercados.

De acordo com reportagem publicada pela revista inglesa Autocar, há uma forte possibilidade da nova Kombi ser fabricada no México, onde a VW já produz o novo Jetta e o New Beetle. Nesse caso, a produção poderia atender o mercado brasileiro sem problemas, já que os carros mexicanos podem entrar em nosso país sem pagamento de impostos de importação.

O lançamento pode ser importante para a VW brasileira, já que a versão atual da Kombi, embora continue bem aceita pelo mercado, deixará de ser produzida assim que se tornar obrigatória a instalação de airbags em todos os veículos leves feitos no país. O design da Kombi atual não permite a instalação desse equipamento para proteção do motorista, pois o volante fica em posição quase horizontal.

JM

Fonte: Auto Estrada