BMW Série 7 híbrido está em testes no Brasil

bmw série 7

Um BMW Série 7 camuflado pelas ruas de São Paulo. A cena, que poderia ser pitoresca, afinal o carro é fácil de se reconhecer, ainda mais com apenas a traseira camuflada, entrega os testes do Série 7 híbrido no Brasil.

Sedã de topo da marca, o veículo está em avaliação para ver se conseguirá homologar os sistemas de eletrônica, multimídia e o conjunto motriz híbrido que move o veículo para o combustível brasileiro, que tem porcentagem de etanol – diferentemente de outros países.

O sistema híbrido combina um motor quatro cilindros 2.0, turbo, a gasolina, que entrega 258 cv e 40,7 mkgf a um elétrico com 115 cv e 25,4 mkgf. Juntos, eles rendem 330 cv e 50,9 mkgf. A transmissão é a automática de oito velocidades.

Segundo a BMW, o Série 7 híbrido, que é oferecido na versão 740e, acelera de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos. E ele pode rodar apenas no modo elétrico em velocidade de até 120 km/h. A autonomia estimada é de 40 km.

O pacote de baterias de íons de lítios tem a capacidade de 9,2 kWh e fica alojado sob o banco traseiro. Como é um híbrido plug-in, pode ser recarregado também por meio de uma tomada, não só pelas frenagens.

OS CARROS MAIS VENDIDOS DE NOVEMBRO:

BMW “híbrida” no Brasil

+ Mini Cooper S E Countryman ALL4 em pré-venda
+ BMW Série 5 Híbrido foi novidade do Salão

Além do Série 7 que está em testes, a BMW já iniciou as vendas de outros dois modelos eletrificados aqui: o Série 5 530e e o MINI Cooper S E Countryman ALL4. O sedã tem valor de pré-venda de R$ 328.950 e o crossover, R$ 199.990.

O trem de força do 530e é formado por um propulsor quatro cilindros de 2 litros, a gasolina, que rende 184 cv e 29,5 mkgf, associado a um motor elétrico. Combinados, eles rendem 252 cv – a mesma potência do 530i – e 42,8 mkgf.

No modo elétrico, o três volumes tem autonomia de 46 km. De acordo a BMW, com esse conjunto, o sedã híbrido é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos e atinge a velocidade máxima de 235 km/h.

No caso do Mini, ele é equipado com um motor 1.5 turbo a gasolina de três cilindros e outro elétrico, instalado no eixo traseiro. A potência combinada chega a 227 cv e torque de 39,3 mkgf. O câmbio é automático de seis marchas. O motor elétrico envia força às rodas de trás, tornando o Countryman híbrido um modelo 4X4.

Em modo automático, o SUV usa apenas energia elétrica a velocidades de até 80 km/h. Caso o motorista precise de mais força, ou ande mais rápido, o motor a combustão entra em funcionamento. No modo MAX eDrive, o motor elétrico leva o Countryman a até 125 km/h.