Depois de 24 anos no Brasil, Ford Fiesta sai de linha; veja retrospectiva

A Ford oficializou nesta terça-feira (19) o fim da produção do Fiesta no Brasil, após 24 anos de comercialização do compacto no país. E se você está curioso para saber quem será o sucessor dele a resposta é simples: não haverá um carro substituto.

Pode parecer um tanto curioso, mas a Ford sinaliza há anos que está pisando no freio com relação à produção de alguns veículos para priorizar uma nova estratégia focada na gama de picapes, utilitários esportivos, além de mostrar-se antenada em soluções de mobilidade.

Sendo assim, como parte de um plano de reestruturação de global, a marca do oval azul anunciou em meados de 2018 que pretende parar de vender carros de passeio nos Estados Unidos nos próximos anos. No Brasil, além de aposentar o Fiesta, a fabricante também encerra a produção de caminhões e  anuncia o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

LINHA DO TEMPO

Lançado em 1976, o modelo estreou no Brasil apenas na terceira geração, em 1995, importado da Espanha. No ano seguinte, iniciou-se a produção local da quarta geração na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

Das sete gerações do Fiesta, quatro fizeram história nas ruas do país. Confira na galeria abaixo fotos e detalhes de cada uma delas.

Primeira geração (1976) – O Fiesta foi lançado na Europa com os motores 1.0 e 1.1 litro. Em seguida, veio a versão esportiva XR2 com o propulsor 1.6.
Segunda geração (1983) – O Fiesta ficou maior, recebeu alterações no visual, teve o interior renovado e ganhou novos motores.
Terceira geração (1989) – Totalmente renovado, o Fiesta de terceira geração foi o primeiro a desembarcar no Brasil em 1995. Oferecido com carroceria de duas ou quatro portas, o compacto vinha equipado com o motor 1.3 de 60 cv.
Quarta geração (1996) - Primeiro Fiesta fabricado no Brasil, em SBC, o modelo estreou com motores 1.0, 1.3 e 1.4 16V. A reestilização trouxe os propulsores nacionais 1.0 e 1.6 Zetec Rocam, além da variante sedã, importada do México. Enquanto na Europa essa geração foi aposentada em 2002, no Brasil seguiu até 2006. A dupla Ford Ka e Courier foram derivados dele.
Quinta geração (2002) – Lançada em 2002, a quinta geração utilizava os mesmos Zetec Rocam. O visual foi atualizado e exibia um desenho exclusivo na dianteira. Tanto o sedã como o hatch, foram substituídos em 2008 na Europa, mas ficaram até 2014 no Brasil.
Sexta geração (2008) – Só chegou no Brasil 2011, inicialmente importada do México e batizada de New Fiesta. A geração anterior continuava sendo oferecida paralelamente. Em 2013, o New Fiesta passou a ser produzido localmente com visual reestilizado na carroceria hatch. No final de 2016, ganhou o motor 1.0 EcoBoost e, em 2017, recebeu a última atualização.
Sexta geração reestilizada em 2017

Imagens: Divulgação

O post Depois de 24 anos no Brasil, Ford Fiesta sai de linha; veja retrospectiva apareceu primeiro em Carsale.