Ford cortará 10% dos empregados em todo mundo até agosto

Ford cortará 10% dos empregados em todo mundo até agosto

A Ford cortará 10% dos empregados em todo mundo. A medida, que faz parte dos planos da montadora americana de reduzir custos globais será aplicada imediatamente e finalizada em agosto desse ano. No total, serão dispensados 7.000 funcionários de diversas operações da empresa em todo o mundo.

Só a planta paulista de Taboão, em São Bernardo do Campo, emprega 2.800 pessoas na linha de produção e mais 1.200 na área administrativa. Nos EUA, de acordo com o canal CNBC, 2.300 perderão seus postos de trabalho. Lá, o porta-voz da montadora diz que 1.500 foram demissões voluntárias.

A área administrativa da Ford perderá 20% de suas vagas. De acordo com a TV americana, agora a Ford não exige mais a saída imediata dos demitidos, permitindo que os mesmos fiquem mais alguns dias para juntar seus pertences, finalizar projetos e se despedir dos colegas.

Ford cortará 10% dos empregados em todo mundo até agosto

Além disso, a Ford teria uma “gama de recursos e serviços” para ajudar os que são demitidos. A economia esperada por Jim Hackett, CEO da empresa, é de US$ 600 milhões anualmente, o que seria de grande ajuda para as finanças da empresa.

A burocracia é outro ponto que os cortes buscam, agilizando assim os processos administrativos e operacionais. A Ford espera reduzir de 14 para 9 os níveis de comando dentro da companhia. Com menos chefes, a montadora espera obter uma estrutura mais enxuta para ter resposta mais rápida às mudanças de mercado.

Nesse caso, Hackett não se abalou em cortar boa parte do portfólio de produtos nos EUA, eliminando praticamente todos os sedãs, hatches e minivans da gama, deixando apenas crossovers, SUVs, esportivos e picapes, assim como a linha comercial. Fora da “América”, cedeu metade de sua operação na Índia para a Mahindra, fechará três fábricas na Rússia, uma na França e outra no Brasil.

Também cortou a maior parte da produção mexicana e iniciou o lançamento de produtos baseados em modelos de suas sócias na China e Índia, o que coloca por terra a estratégia One Ford. Agora, a marca quer mergulhar nos elétricos e autônomos, podendo mesmo se unir com a Volkswagen para alcançar esse objetivo.

[Fonte: CNBC]

© Noticias Automotivas. A notícia Ford cortará 10% dos empregados em todo mundo até agosto é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.