Honda encerra produção de motos 125 no Brasil depois de 42 anos

Honda encerra produção de motos 125 no Brasil depois de 42 anos

O “Fusca” das motos encerrou sua jornada no Brasil. Após mais de 42 anos, a Honda finalizou a produção de motocicletas de 125 cm3 no mercado nacional. A CG 125, que foi o primeiro modelo nacional da marca japonesa, inaugurando a fabricação em Manaus, no ano de 1976 e tendo o jogador Pelé como garoto-propaganda.

Com cerca de 7 milhões de unidades produzidas desde então, a Honda CG 125 foi um marco na motorização do brasileiro, que acabou tornando a marca quase um sinônimo de veículo com duas rodas. Nos primeiros anos, muitos queriam ter uma na garagem e sair por aí…

O fato de ter um motor OHC de 11 cavalos que correspondia e ainda resistente, fez com que a Honda abocanhasse o mercado de motos de tal forma, que praticamente o Brasil tornou-se seu “feudo” com mais de 80% de participação atualmente, onde temos várias marcas. Com o aumento da renda, do crédito e da diversificação do mercado, a velha CG 125 foi perdendo espaço.

Honda encerra produção de motos 125 no Brasil depois de 42 anos

Diante da CG 160, a 125 respondeu por apenas 9,4% do total em 2018, emplacando pouco mais de 26,5 mil exemplares. Em 2008, a pequena da Honda emplacou quase 440 mil unidades, um recorde histórico, superado pela irmão CG 150, que vendeu mais de 510 mil na ocasião.

Do velho OHC a ar de 11 cavalos até o recente com injeção eletrônica e 11,8 cavalos, a CG 125 mudou de nome algumas vezes e hoje é a Fan, que parte de R$ 7.161. Mais rodada entre todas as motos vendidas no Brasil, a popular da Honda se tornou a preferida de vários públicos, percorrendo todas as estradas do país, sempre com alta confiabilidade mecânica e economia.

Como os líderes do passado, a CG 125 mudou muito pouco em mais de uma década de mercado, apesar da atualização de estilo em 1983, ganhando o sobrenome Today em 1989 e mudanças importantes. Até então, o “Fusca” da Honda já havia feito muito, inclusive rodado com álcool. Em 1994, surgiu a Titan e somente após 10 anos, a CG 150 apareceu, gerando a CG 125 Fan. Ela ainda continuará sendo vendida enquanto houver estoques.

[Fonte: Automotive Business]

 

© Noticias Automotivas. A notícia Honda encerra produção de motos 125 no Brasil depois de 42 anos é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.