Renault Alaskan é flagrada na Argentina e reflete clássico renascido

Renault Alaskan é flagrada na Argentina e reflete clássico renascido

A Renault Alaskan em breve estará no mercado brasileiro e reforçará o time da aliança Renault-Nissan no país, que já possui a Nissan Frontier feita em Córdoba, norte da Argentina. Falando no vizinho do sul, uma unidade dessa picape média da marca francesa foi vista em um posto de combustíveis.

Irmã da Frontier e também da Mercedes-Benz Classe X, que já está pronta para o Brasil, aguardando lançamento, a Renault Alaskan é uma alternativa da empresa para ficar acima da Oroch e completar o volume que o grupo franco-nipônico pode estar almejando com as duas picapes médias.

Renault Alaskan é flagrada na Argentina e reflete clássico renascido

Ainda não se sabe exatamente como será a oferta da Alaskan no Brasil, mas obviamente versões mais completas e caras serão oferecidas. Porém, espera-se também por opções de frota, mais em conta e quem sabe até especializadas, como acontece no mercado europeu.

A motorização basicamente será a 2.3 dCi com um ou dois turbos, entregando assim 160 ou 190 cavalos, respectivamente. Câmbio manual de seis marchas e automático com sete também estarão presentes. Um fogo amigo deve ser gerado, assim como entre Kicks, Captur e Duster, mas parece que a aliança resolve bem essa questão.

Então, não devemos esperar a Alaskan com limitações de oferta e nem de preço. Logicamente, a Renault deve lançar mão de uma estratégia de marketing e produto diferente da Nissan, reforçando a identidade da picape. Esta, por sua vez, vista na Argentina, teve apenas a parte traseira fotografada, mas na imagem, algo diferente aparece.

Renault Alaskan é flagrada na Argentina e reflete clássico renascido

Trata-se do Alpine A110, visto em testes junto com a Alaskan. Como se sabe, o mercado argentino é mais receptivo aos carros esportivos europeus. Este cupê ligado à Renault deve chegar em breve por lá, mas também não seria um estranho por aqui.

Remetendo ao clássico da Alpine dos anos 60, o A110 é uma releitura moderna deste bólido francês, que sucedeu o modelo A108, fabricado no Brasil pela Willys e batizado de Interlagos. Com motor 1.8 Turbo de 252 cavalos e 32,5 kgfm, o cupê tem câmbio de dupla embreagem e poderia chegar aqui fazendo uma ligação com o histórico carro nacional.

[Fonte: Autoblog Argentina]

© Noticias Automotivas. A notícia Renault Alaskan é flagrada na Argentina e reflete clássico renascido é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.