Renault pode reduzir participação na Nissan para voltar com FCA

Renault pode reduzir participação na Nissan para voltar com FCA

A história de Renault e Fiat Chrysler ainda não terminou. Após o fracasso na tentativa de uma fusão entre a montadora francesa e a ítalo-americana, a empresa com sede em Boulogne-Billancourt vai iniciar uma nova ação em busca desse negócio.

De acordo com o site Automotive News, a Renault teria negociado com a Nissan uma redução de participação acionária para obter apoio da mesma para uma união da francesa com a FCA. Atualmente, a empresa europeia tem 43,4% das ações com direito a voto na companhia japonesa.

Isso daria mais autonomia decisória para a Nissan, porém, para a Renault conseguir se desfazer de parte dos ativos da parceria de aliança, será necessária a aprovação do governo francês, que é acionista da montadora nacional com 15% das ações.

Sobre o caso, a Renault não se manifestou, nem mesmo a Nissan ou o governo da França. O negociação está sendo tocada em sigilo e não se sabe exatamente quanto a Renault estaria disposta a vender de sua participação na Nissan, mas sabe-se que se até 33,4% das ações for mantida, o fabricante europeu ainda manteria o controle acionário da nipônica.

Isso se não houver um grupo acionista com maior montante com a venda de parte dessas ações. Em junho, a Fiat Chrysler se retirou da mesa de negociação com a Renault quando o governo francês decidiu pedir mais tempo para tentar convencer os representantes da Nissan no conselho administrativo da montadora.

A proposta de fusão criaria o maior grupo do setor automotivo com vendas anuais de 15,6 milhões de veículos, superando de longe a VW com pouco mais de 10 milhões. O negócio de US$ 35 bilhões teria participação de 50% de cada lado.

Agora, por mais autonomia, a Nissan deve apoiar a retomada das conversas entre Renault e Fiat Chrysler ou mesmo uma nova proposta de fusão entre as duas. A FCA ainda precisa se unir à outro fabricante para salvar suas finanças.

© Noticias Automotivas. A notícia Renault pode reduzir participação na Nissan para voltar com FCA é um conteúdo original do site Notícias Automotivas.