Triumph Speed Twin é nova integrante da família 1.200

speed twin

A Triumph está crescendo sua linha de clássicas com motor de 1.200 cm³. Depois da Bonneville, Thruxton, Bobber, Speedmaster e a recente Scrambler, a marca apresentou a Speed Twin. O modelo chega para dividir com a Thruxton o viés esportivo da gama.

Com guidom inteiriço, tem uma pegada mais destemida, porém mais confortável que da Thruxton. O motor é o mesmo das outras motocicletas, mas com melhorias. A Triumph conseguiu reduzir as massas internas, colocou três modos de condução (nas outras são apenas dois) e manteve o controle de tração.

São 97 cv e 11,4 mkgf. O câmbio é de seis marchas. Como na Thruxton, ela tem o virabrequim aliviado, taxa de compressão mais alta no cabeçote e embreagem assistida e deslizante. Isso deixa mais leve o acionamento do manete e também evita o travamento nas reduções.

As suspensões dianteira e traseira são da Kayaba. Os traseiros são modernos, mas ao estilo bichoque, para manter o estilo retrô da motocicleta. Os freios são próximos aos da Street Triple: são 305 mm de diâmetro nos discos da frente com pinça Brembo e simples de 220 mm atrás com pinça Nissin.

Scrambler 1200

Ainda sem previsão de chegada ao Brasil, a “irmã” Scrambler 1200 tem o primeiro sistema integrado de controle de GoPro do mundo. Ele serve para tirar o máximo proveito de câmeras enquanto estiver na estrada ou trilha. Para isso, estão disponíveis vários modos de pilotagem, incluindo um off-road.

O modelo está com um novo braço de suspensão oscilante de alumínio de longo curso com novos amortecedores traseiros Öhlins de mola dupla totalmente ajustáveis. Também está disponível uma grande lista de itens de personalização, incluindo um “kit terra”, para deixar ela com um aspecto mais fora de estrada.

BÔNUS: MOTOS QUE MARCARAM ÉPOCA