Novos negócios do Banco Mercedes-Benz crescem 33% em 2011


Instituição tem dezembro recorde

Redação AB

O Banco Mercedes-Benz encerrou 2011 com R$ 4 bilhões liberados para novos negócios, 33% acima do valor registrado no ano anterior. Em unidades, foram 21,6 mil veículos novos financiados, alta de 15% no mesmo comparativo. O BNDES Finame foi responsável por 74% das operações no ano passado, enquanto o crédito direto ao consumidor (CDC) obteve fatia de 26% nos novos negócios.

Em dezembro a instituição obteve resultado recorde em novos negócios ao liberar R$ 436 milhões para o financiamento de veículos, e ultrapassou pela segunda vez a casa dos R$ 400 milhões, recorde anterior alcançado em agosto de 2011. Neste período foram negociados 2.034 veículos novos da marca, um crescimento de 9% sobre igual mês do ano anterior. Do total vendido no mês, 85,1% foram caminhões e ônibus, 9,2% vans Sprinter e 5,7% automóveis Mercedes-Benz, incluindo a marca Smart.

Ainda em dezembro, a instituição atingiu pela primeira vez a marca de R$ 10 bilhões em carteira, o que representa alta de 43% se comparada com idêntico mês de 2010. Desse total, o BNDES Finame liderou em participação com 65%, o CDC, 12,8%, leasing, 3,4% e o Floorplan, 18,2%. Outras modalidades somaram 0,6%.

Dentre os financiamentos, por meio do CDC foram negociados R$ 180 milhões, alta de 53% com relação a dezembro de 2010. A participação da modalidade foi de 41% no total de negócios do Banco no último mês de 2011. O BNDES Finame continuou como a modalidade mais procurada, com R$ 252 milhões, avanço de 58% na mesma base de comparação. Por leasing foram liberados R$ 4 milhões ao mercado.

Em comunicado, o diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, Angel Martínez, comenta o desempenho: “O ano de 2011 foi repleto de conquistas para o Banco Mercedes-Benz e o trabalho em conjunto com a fábrica e a rede, com a intenção de agregar serviços e oportunidades, foi essencial para alcançar esses bons resultados. Os recordes em carteira e novos negócios confirmam o sucesso das estratégias adotadas, como novos processos em TI e a estruturação de atendimento por produto, com equipes específicas para caminhões e ônibus. O Banco ainda trabalha para aumentar o índice de satisfação dos clientes e prova disso está na avaliação realizada recentemente, que obteve resultado acima de 90%”.

Fonte: Automotive Business