O novo mapa da produção de autopeças

Nos últimos anos a localização das indústrias de autopeças, antes fortemente concentrada no Estado de São Paulo, modificou-se substancialmente e o setor teve sua abrangência nacional ampliada. Em 1997, dos 502 associados do Sindipeças, 81,6% estavam sediados em solo paulista. Dez anos depois, das 485 empresas então representadas pela entidade, apenas 71,2% permaneciam no mesmo Estado. A cidade de São Paulo, especificamente, também sofreu redução na quantidade de empresas, passando de 29% para 16,1%. A distribuição geográfica dos empregados acompanhou o processo. Em 1997, 24,1% trabalhavam em empresas de fora do Estado de São Paulo. No ano passado, esse percentual havia subido para 30,1% (22 de outubro).
Fonte: Automotive Business