Paccar tem lucro líquido recorde de US$ 1,6 bi em 2015

 Resultado cresce 18% sobre 2014 graças ao forte desempenho na Europa e EUAREDAÇÃO ABO Grupo Paccar que detém as marcas de caminhões DAF, Kenworth e Peterbilt registrou lucro líquido recorde de US$ 1,6 bilhão em 2015 ou US$ 4,51 por ação diluída valor correspondente a 8,4% de retorno da receita também recorde de US$ 19,1 bilhões. O lucro líquido cresceu 18% na comparação com o resultado do ano anterior, quando a empresa obteve ganhos de US$ 1,36 bilhão, enquanto a receita teve leve aumento de 0,6%. “A Paccar atingiu seu 77º ano consecutivo de lucro líquido”, destacou o CEO do grupo, Ron Armstrong. “Os resultados financeiros refletem os produtos e serviços de qualidade superior da empresa e o aumento das entregas de caminhões na América do Norte e Europa, complementado pelas excelentes receitas de peças e pós-venda e da Paccar Financial Services. Temos a satisfação de termos atingido receitas e renda líquida recordes ao celebrarmos 110 anos.” Para o executivo, o excelente lucro e o forte fluxo de caixa permitem que a empresa invista no crescimento futuro de seus mercados essenciais ao mesmo tempo em que expande sua presença nos mercados emergentes. “A Paccar está bem posicionada para crescer em longo prazo, fazendo investimentos em novos veículos de última geração das marcas DAF, Kenworth e Peterbilt. Ela também está investindo em motores inovadores, na expansão geográfica, nas peças de reposição, no pós-vendas e na capacidade de serviços, fazendo melhorias nas fábricas e investindo em tecnologias que aumentam a eficiência de combustível e a confiabilidade dos caminhões”, acrescentou Armstrong. “O patrimônio líquido dos acionistas obteve um recorde no fim do ano, chegando a US$6,94 bilhões em 31 de dezembro de 2015”, informou o executivo. Em todo o mundo, a empresa entregou 154 mil veículos. Para o vice-presidente executivo da Paccar, Gary Moore, diversos fatores estão impulsionando a demanda de caminhões pelo mundo. Nos Estados Unidos e Europa, puxam o desempenho o bom crescimento econômico, forte tonelagem de frete e baixos preços de combustível. “As estimativas de vendas do varejo da indústria de caminhões Classe 8 para os EUA e Canadá são de que 2016 será mais um ótimo ano, com vendas na faixa de 230 mil a 260 mil unidades, impulsionadas pelo contínuo crescimento econômico e pelo cliente estar focado em atingir uma melhor eficiência operacional”, disse Moore. No Reino Unido, a DAF manteve a liderança do mercado pelo 20º ano consecutivo. “As vendas da indústria de caminhões acima de 16 toneladas na Europa foram de 269 mil unidades em 2015, e a participação de mercado da DAF aumentou para 14,6% em comparação com 13,8% no ano passado. Estima-se que as vendas da indústria de caminhões da Europa, no segmento de mercado acima de 16 toneladas, em 2016 estará na faixa de 260 mil a 290 mil veículos”, afirmou o presidente da DAF, Harrie Schippers. Já no Brasil, a DAF aumentou a produção, participação de mercado e a carteira de encomendas e começou a montagem local do motor Paccar MX-13 e do caminhão Série CF, o segundo a ser fabricado localmente, em sua unidade de Ponta Grossa. “A DAF Brasil teve um bom ano frente aos resultados do mercado brasileiro de pesados. Com a bem sucedida Fenatran, em novembro passado, a maior feira de caminhões do País, conseguimos aumentar o número de novos pedidos, que serão entregues durante este semestre”, disse Marco Davila, vice-presidente da Paccar no Brasil. A divisão de autopeças Paccar Parts também anotou resultado recorde em 2015: “O negócio de peças e pós-vendas atingiu receitas anuais de US$3,06 bilhões e lucro antes dos impostos recorde, de US$ 555,6 milhões em 2015”, disse David Danforth, gerente geral da Paccar Parts e vice-presidente no grupo. “O crescimento do negócio foi impulsionado pelos investimentos em distribuição, tecnologia e produtos. A alta utilização da frota e a crescente população dos caminhões
Fonte: Automotive Business