Países querem estímulos à eletrificação dos carros

Mitsubishi I-Miev elétrico
Alemanha, Espanha, França e Portugal solicitam à Comissão Europeia que financie projetos sobre a mobilidade elétrica e pedem a agilidade no desenvolvimento da tecnologia para conseguir que os automóveis elétricos europeus circulem já em 2011.

O comunicado enviado pelos quatro países considera que o veículo elétrico tem que ser colocado no centro dos interesses, unindo a pesquisa, a inovação, o desenvolvimento industrial e a sustentabilidade.

No Brasil foi criado há três meses um grupo de trabalho envolvendo o governo e o setor privado para estimular a produção de modelos elétricos. Até agora houve apenas iniciativas isoladas para o desenvolvimento de tecnologias. Uma das principais foi o consórcio entre a Itaipu Binacional e Fiat para a montagem de cinquenta unidades do Palio Weekend elétrico, com bateria salina e powertrain importados da Suiça.

A Mitsubishi importou também um i-MiEV elétrico para avaliação. O veículo custaria hoje o equivalente a R$ 100 mil, tendo em vista o custo de produção, frete e tarifas locais.

Adiamento

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, cancelou na tarde desta terça-feira, 25, o anúncio do programa de desenvolvimento do carro elétrico no Brasil. A decisão foi tomada após o ministro ter se reunido com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pediu mais estudos sobre o tema.

Segundo o presidente da Anfavea, Cledorvino Belini, o ministro disse aos empresários que as discussões para uma política de desenvolvimento do carro elétrico no Brasil vão continuar.

Fonte: Automotive Business