Panamericano quer elevar atuação no financiamento de carro zero km

                                             Banco teve lucro de R$ 76,1 milhões no 1º trimestre; carteira de crédito caiu.
Diretor prevê retomada da concessão de crédito no fim do 1º semestre.

Do G1, em São Paulo

O Banco Panamericano quer elevar a sua atuação no mercado de financiamentos de veículos novos. O diretor superintendente da instituição, José Luiz Acar Pedro afirmou nesta segunda-feira que este segmento representa cerca de apenas 1% dos empréstimos concedidos para a compra de veículos.

Hoje, o principal mercado de atuação do Panamericano é o financiamento de veículos seminovos e usados. “Vamos focar no também no veículo zero para ter uma participação um pouco mais relevante nesse segmento”, disse o diretor, durante teleconferência de divulgação dos resultados do primeiro trimestre de 2011.

Nesta segunda-feira, o Panamericano anunciou ter registrado lucro líquido de R$ 76,1 milhões no primeiro trimestre, revertendo prejuízo de R$ 133,6 milhões sofrido em dezembro de 2010.

Apesar do lucro, a carteira total de crédito do banco era de R$ 10,2 bilhões ao final do primeiro trimestre, ante R$ 13,3 bilhões em dezembro de 2010.

Panamericano tem lucro de R$ 76,1 milhões no 1º trimestre Cade aprova compra do Panamericano pelo BTG Pactual “A redução da carteira no trimestre se deveu, sobretudo, à cessão de direitos creditórios no valor de aproximadamente R$ 3,5 bilhões para o FGC (Fundo Garantidor de Crédito)”, informou o banco em comunicado aos acionistas. Segundo Pedro, essa operação já estava prevista dentro do acordo que definiu a venda da participação do Grupo Silvio Santos no banco para o BTG Pactual. Ainda de acordo com o executivo, dos R$ 3,5 bilhões cedidos, o BTG Pactual ficou com o equivalente a 80%.

De acordo com a diretoria do banco, a queda também foi influenciada pelo cenário macroeconômico e pela decisão da administração de rever e aperfeiçoar as regras de concessão. .

O diretor superintendente do Panamericano disse que o banco espera retomar o ritmo de concessão de crédito “até o final do semestre”. O executivo preferiu, porém, não fazer projeções sobre os resultados do Panamericano em 2011. “Ainda é cedo para falar de resultados, ainda estamos fazendo revisão dos processos e produtos. Mas a perspectiva é de manter o crescimento das atividades para, consequentemente, o resultado ir acompanhando”, disse.

O banco prevê ainda o aumento da representatividade do crédito consignado na carteira do banco, que hoje responde por 20% de suas operações. A nova diretoria do banco, que tomou posse no último dia 6, pretende ainda lançar novos produtos.

Pedro explicou ainda que uma nova comparação entre resultados do banco só será possível em dezembro. Segundo ele, não é possível reconstiuir os dados anteriores a novembro de 2010. No ano passado, o Panamericano foi alvo de escândalo contábil que revelou um rombo nas contas de R$ 4,3 bilhões.

“A base de comparação com período anteriores está comprometida, são números que não têm consistência”, disse.

Financiamentos e cartões
O crédito para pessoas físicas correspondeu 88% da carteira retida no trimestre, com destaque para o setor de financiamento de veículos, onde foram concedidos R$ 985,9 milhões em novos financiamentos: R$ 329,5 para veículos leves, R$ 284,9 milhões para motos e R$ 371,5 milhões para veículos pesados.

O banco está presente em 25.802 concessionárias e revendedoras de veículos novos e usados, onde atua através de 1.102 contatos comerciais, entre próprios e terceiros.

O Panamericano também aposta no crescimento da sua atuação no mercado de cartão de crédito. No 1º trimestre, o banco contabilizou a emissão de 292,6 mil novos cartões, nas bandeiras Visa e MasterCard. Segundo a diretoria do Panamericano, a base de contas cresceu 5,2% no período, atingindo volume total de 2,29 milhões de contas.

Em abril, o Panamericano lançou no mercado, em parceria com a MasterCard e a Rêv Worldwide um cartão pré-pago multiuso, que pode ser usado para compras em toda rede MasterCard, além de oferecer f
Fonte: G1 Globo Online