Para economizar, GM reduz publicidade

Tiger Woods faz propaganda para GM há 9 anos
Fim da parceria com o golfista Tiger Woods inicia uma série de cortes

Na esteira de cortes que a GM tem promovido para fugir da crise, foi anunciada a rescisão do contrato publicitário que a marca mantinha há nove anos com o astro do golfe Tiger Woods, estimado em 7 milhões de dólares ao ano. A parceria, que começou em 2000, estava programa para terminar em 2009, mas seu fim foi antecipado para o final deste ano em uma decisão “mútua e amigável”, segundo a montadora.

O agente do golfista, Mark Steinberg, afirmou que o rompimento foi motivado por “uma combinação de fatores”. “Tiger queria mais tempo livre, e isso certamente foi uma oportunidade para a GM cortar custos diante de tudo que está acontecendo”, explicou Steinberg, referindo-se ao desejo do jogador de 32 anos de dedicar-se ao seu segundo filho, que nascerá no começo do ano que vem.

As atividades de Woods junto à GM se concentravam principalmente na marca de luxo Buick, que, na semana passada, anunciou que deixará de fornecer carros para os eventos da PGA Tour, associação que organiza os principais campeonatos de golfe do país. E não é só a Buick que está economizando com propaganda.

Outros diversos cortes com publicidade foram anunciados pela General Motors. Pela primeira vez em dez anos, o grupo deixará de fazer anúncios televisivos ao longo do Oscar 2009 e da premiação Emmy Awards 2009 e também estuda a redução das inserções ao longo do Super Bowl, liga nacional de futebol americano e um dos principais eventos esportivos do país.

Felipe Tau

Fonte: Terra Carro Online