Peugeot: 207 conversível e sedã


A Peugeot centra fogo na gama 207 em seu estande no Salão de São Paulo. São três as atrações: a versão Escapade do 207 SW, o sedã 207 Passion e o 207 CC (Coupé Cabriolet). Com roupa aventureira, a SW da gama ficou muito interessante: traz faróis com máscara negra (ótima para disfarçar a carinha de sapo da dianteira do modelo), lanternas traseiras brancas e uma agressiva grade frontal, que pode vir em preto ou prata. O carro deve começar a ser vendido em dezembro.

O sedã Passion, que marca a entrada da Peugeot no segmento dos três-volumes compactos, já havia sido apresentado à imprensa na ocasião do lançamento do 207 hatch. É um carro totalmente novo — não tem como ser acusado de “reciclar” o 206, que nem tinha sedã — e que chega com preço muito agressivo: parte de R$ 40.990, já com ar-condicionado, direção hidráulica e trio. Bem mais barato, por exemplo, que o Volkswagen Polo Sedan, referência de qualidade no segmento.

Já o 207 CC está no salão para testar a reação do público brasileiro, visando a uma possível importação no futuro. Sua capota se retrai em 25 segundos e revela um interior caprichado, bem europeu e com pegada esportiva. O motor é 1.6, que pode desenvolver entre 120 cv e 175 cv. A Peugeot quer verificar se a aceitação local do carro tem potencial para repetir a do 206 CC, um sucesso de vendas no Brasil. Pela beleza do carro, a resposta é: sim.

Outras atrações do estande da Peugeot são alguns 207 e 307 de competição. E o 307 está para ganhar o mesmo motor flex 2.0 de 150 cv do Citroën C4 Pallas.

Fonte: UOL Carros