Presidente da Toyota faz autocrítica e fala em dificuldades

A Toyota está lutando para se manter viva. A afirmação foi feita presidente da empresa, Akio Toyoda, numa entrevista coletiva realizada em Tóquio.
Segundo o executivo, que é neto do fundador da companhia e assumiu sua presidência há apenas três meses, a expectativa de vendas do Toyota para este ano é de 7,3 milhões de veículos, uma queda significativa ante os 8,97 milhões do ano passado.

Para Toyoda, a empresa cresceu demais e se afastou dos consumidores. Nos Estados Unidos, seu maior mercado, as vendas caíram 13% em setembro, comparadas às do mesmo mês no ano passado, uma queda que acompanha a “ressaca” do mercado após o encerramento da campanha de incentivos do governo à troca de carros velhos por novos.

Para o presente ano fiscal, que se encerrará em março, a Toyota projeta um prejuízo operacional de aproximadamente US$ 8,4 bilhões (R$ 16 bilhões). Para piorar o panorama para a marca japonesa, ela terá que fazer um recall de 3,8 milhões de carros devido a riscos de segurança provocados pelo travamento do acelerador pelo tapete, problema que já causou acidentes com vítimas fatais. Além de caro, o chamamento prejudica a imagem da companhia. O presidente pediu desculpas em nome da empresa e lamentou a perda de vidas.

JM

Fonte: Auto Estrada