Presidente do grupo Volkswagen diz que ano será ´muito difícil´


Executivo disse que empresa não conseguirá repetir lucros anteriores.
Grupo vai lançar este ano 60 novos modelos no mercado mundial.

Do G1, com informações da Efe

O presidente do grupo Volkswagen, Martin Winterkorn, advertiu nesta quinta-feira (12), na sede da empresa em Wolfsburg, na Alemanha, que em 2009 “não será possível alcançar o elevado nível dos lucros de anos anteriores devido à diminuição das vendas e o aumento dos custos de refinanciamento”.

“As perspectivas para 2009 permanecem bastante incertas e envolvem riscos”, disse Winterkorn em conferência de imprensa em que detalhou os resultados do grupo de 2008 e fez seus prognósticos para 2009. O executivo acrescentou que o mercado é “altamente volátil”, daí “a impossibilidade de fazer previsões para este ano fiscal.”

“Enfrentamos um ano muito difícil”, salientou wirterkorn, que, ao mesmo tempo, manifestou confiança em que o grupo, o maior fabricante de carros da Europa, sairá fortalecido desta crise. “Seguimos na liderança e com o tanque cheio”, disse wirterkorn acrescentando que a força do grupo vai oferecer o seu crescimento maior e mais prolongado.

Segundo ele, o grupo Volkswagen vai lançar este ano para o mercado 60 novos modelos, incluindo atualizações e novos lançamentos. Winterkorn disse que, apesar da deterioração do mercado automóvel mundial, a Volkswagen terminou em 2008 um “saldo muito satisfatório” e, caso não tivesse sido para o colapso dos mercados na segunda metade do ano, o balanço atingiria uma nova dimensão.

O grupo Volkswagen terminou 2008 com um aumento de 13,7% do lucro líquido, para 4,688 milhões de euros. No total, o Grupo Volkswagen vendeu 6,27 milhões de veículos, mais 1,3% a mais que em 2007, aumentando a sua quota de mercado global.

Fonte: G1 Globo Online