PSA Peugeot Citroën volta a crescer após dois anos de quedas

Alta de 4,3% em 2014 é impulsionada pela China, seu maior mercado

REDAÇÃO AB

As vendas globais da PSA Peugeot Citroën cresceram 4,3% em 2014 na comparação com o ano anterior, para 2,9 milhões de unidades, graças a um salto de 32% das entregas das marcas do grupo na China. Em comunicado divulgado na quarta-feira, 14, a montadora informa que o país se tornou seu maior mercado, chegando a 734 mil veículos no ano passado, o que resultou em um aumento de participação de 3,6% em 2013 para 4,4% em 2014, em parte por causa da abertura de mais 100 concessionárias naquele país.

A China é parte fundamental do plano de recuperação lançado pelo presidente da PSA Peugeot Citroën, Carlos Tavares, após a França e a montadora chinesa Dongfeng terem assumido, cada uma, 14% de participação na empresa como parte de um socorro de € 3 bilhões, firmado em março do ano passado. PSA anotaram crescimentos importantes de vendas na China: a Peugeot viu seus negócios subirem 43,1%, para 386,5 mil, graças ao desempenho de modelos como 208, 2008 e 408. Por sua vez, a Citroën anotou novo recorde de vendas com 320 mil unidades, alta de 14,3%, com destaque para o C-Elysée, da joint venture com a Dongfeng, cujo volume superou as 100 mil unidades. Já a DS, marca premium do grupo, registrou em seu primeiro ano de vendas separadas da Citroën com volume de 26 mil carros, influenciadas pelo início da produção dos modelos DS5, DS 5LS e DS6 em sua nova fábrica de Shenzen. A China passou a responder por 22% das vendas globais da DS, contra 2% de 2013.

As vendas de carros na China, o maior mercado automotivo do mundo, cresceram 6,9% em 2014, bem menos do que os 14% verificados um ano antes. No entanto, os resultados da PSA mostram que as montadoras de massa podem estar sendo menos afetadas pelo crescimento menor do mercado chinês do que as marcas premium, como a BMW, que enfrenta demandas por descontos de concessionárias insatisfeitas com o nível dos estoques.

Nas demais regiões, como a Europa, as vendas da PSA subiram 8,1%, para 1,76 milhão de veículos, refletindo uma reação favorável do mercado pelo Peugeot 308 e um resultado positivo do Citroën C4 Cactus. O resultado global não foi melhor devido às quedas registradas na América Latina -34%, para 199,8 mil, Eurásia/Rússia -41%, para 43,8 mil e África e Oriente Médio -25,3%, para 169,3 mil. Na região Índia/Pacífico, o grupo anotou incremento de 6,6%, para 22,3 mil veículos.

Fonte: Automotive Business